Grupo Temático da Indústria apresenta plataforma do GDI Mata a executivos da Mercedes-Benz

Representantes do GT Indústria, do Grupo de Desenvolvimento e Inovação na Mata Mineira (GDI Mata), estiveram na última quinta-feira, 1º, na fábrica da Mercedes-Benz, em Juiz de Fora, para a apresentação do Grupo e suas ações. Na ocasião, profissionais da empresa que trabalham em contato com fornecedores externos – gerentes, executivos, engenheiros, planejadores e analistas – conheceram a plataforma de negócios e inovação lançada no último mês e poderão elencar demandas da empresa, favorecendo a simetria de informações entre o setor produtivo e os centros de geração de conhecimento, tecnologia e inovação.

“O trabalho proposto busca o desenvolvimento da cidade e da região. Temos que pensar na cidade que queremos. Somos exportadores de mão de obra de qualidade. Temos aqui grandes escolas, uma universidade federal e faculdades particulares que se destacam por sua importância, e buscamos colocar à disposição do mercado, das empresas, todo o conhecimento ali gerado. Hoje, o grupo possui mais de 20 entidades participantes e é aberto a quem quiser contribuir”, destacou o secretário de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Geração de Emprego e Renda, João de Matos.

O diretor de Inovação da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), professor Ignácio Delgado, falou sobre os objetivos do grupo e apresentou a plataforma on-line GDI Mata, que, corroborando as ações propostas, “permitirá a colaboração continuada das instituições de ensino e pesquisa com o poder público, entidades e setores empresariais.”

Essa foi a primeira reunião realizada pelo grupo temático em empresa do setor metal-mecânico. “A visita pretende sensibilizar a empresa para que faça um levantamento de suas demandas, a fim de que possamos capacitar fornecedores da cidade e região e esses, daqui a dois ou três anos, tenham capacidade de fornecer boa parte dos insumos de grandes empresas, não só a Mercedes-Benz, mas outras, como a M. Dias Branco, que irá se instalar na cidade. Em todos os lugares em que a academia se aproximou do meio produtivo tivemos retornos interessantes. Aqui não será diferente”, avaliou Jackson Fernandes, coordenador de projetos da Sdeer, da Prefeitura de Juiz de Fora.

A reunião contou com a presença do gerente de Infraestrutura e Facilidades da Mercedes, Carlos Ksyvickis; do gerente de Relações Governamentais e Institucionais da empresa, Sérgio Kacas, que veio de São Paulo especialmente para receber os integrantes do GDI-Mata; e do analista de Manutenção Mecânica da Mercedes, Alfrano Vasconcellos. Integram o grupo temático “Indústria” no Grupo: Prefeitura de Juiz de Fora (PJF), Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), Sistema Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Federação das Indústrias de Minas Gerais (Fiemg), Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) e o Centro Industrial de Juiz de Fora – Cadeia Produtiva da Indústria.

 

Foto: Prefeitura de Juiz de Fora

GDI Mata lança plataforma para facilitar o desenvolvimento econômico da Mata Mineira

O Grupo de Trabalho, Desenvolvimento e Inovação na Mata Mineira (GDI Mata), do qual a Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) faz parte, lançou hoje (23) uma plataforma de negócios e inovação, que pretende aproximar o conhecimento gerado pelas instituições de ensino do mercado regional. O site conta com biblioteca digital, legislação, fontes de financiamento, banco de laboratórios e de fornecedores, portfólio de produtos e tecnologias e uma agenda de eventos para estimular encontros e parcerias entre as comunidades acadêmica e empresarial.

Em sua fala, o reitor Marcus David reforçou a importância da atuação entre os diferentes atores da região para potencial o uso do conhecimento em prol do desenvolvimento econômico. “Vivemos um momento muito especial. Diversos estudos apontando a dificuldade de colocar esses agentes em contato, mas criamos aqui uma oportunidade única. Começamos essa iniciativa há cerca de seis meses e em pouco tempo já é possível perceber a capacidade do Grupo para trabalhar em conjunto e gerar resultados, tais como esse portal”, enfatiza.

Para o prefeito Bruno Siqueira, a troca de ideias, informações e expertises promovida pelo portal “será fundamental para que instituições públicas e privadas ofereçam suporte aos negócios de Juiz de Fora e região. Vamos aprimorar e aprofundar as atividades desse grupo de trabalho, de forma a incrementar os setores prioritários da economia regional, que os empreendedores tenham bases cada vez mais sólidas para se estabelecer e crescer, sempre tendo a inovação como uma de suas ferramentas”.

A gerente de Inovação e Transferência de Tecnologia do Critt/UFJF, Débora Marques, foi a responsável por apresentar o portal e destacou a preocupação em torná-lo de fácil acesso para o empresariado. “Agora, em um único espaço virtual, ele pode buscar uma instituição para ajudá-lo a solucionar uma demanda, se informar sobre eventos em sua área, verificar as principais legislações que afetam sua atuação, alternativas para captar recursos via financiamento e até mesmo oportunidades de estabelecer parcerias”, explica.

 

Sustentabilidade econômica

O GDI Mata é uma iniciativa oriunda de uma articulação iniciada em junho deste ano e é aberta à participação e colaboração de organismos e entidades empenhados no desenvolvimento regional. Seu objetivo é a revitalização da economia da Zona da Mata mineira, por meio da cooperação das instituições de ensino e pesquisa com o poder público, entidades e setores empresariais, visando à elevação da capacidade e da disposição das empresas da região para inovar. Com isso, o Grupo espera favorecer o desenvolvimento sustentável e o bem estar social.

Em julho, a UFJF, a Prefeitura de Juiz de Fora (PJF) e outras nove entidades assinaram uma Portaria conjunta e uma Carta de Intençõesoficializando a criação do Grupo. Na avaliação do diretor de Inovação da UFJF, Ignacio Delgado, não existe desenvolvimento sustentável sem inovação, sobretudo no que tange a interação entre setor produtivo e meio acadêmico. “Com a plataforma, esse processo acontecerá de forma mais rápida e sistemática, permitindo que Juiz de Fora voltar ao radar competitivo, sobretudo nas áreas em que têm vocação”.

 

Assista ao video de apresentação da plataforma