“2° Meetup GDI Mata: estratégias para fomentar vendas locais” reúne empresários e representantes da região

O “2° Meetup GDI Mata: Como fomentar vendas locais” reuniu empresários e representantes de instituições para debater as melhores formas de impulsionar o desenvolvimento de setores como o produtivo a longo prazo na região. O encontro é o segundo de uma série de eventos que marcam os 2 anos do Grupo de Trabalho Desenvolvimento e Inovação da Zona na Mata Mineira.

 

O economista Fernando Perobelli realizou uma apresentação sobre o tema, versando sobre o consumo, restrição orçamentária da região, os ambientes externo e interno para o comportamento do mercado e estratégias de expansão do mesmo. O destaque de sua fala ficou para a mudança na estrutura estratégica do mercado, que vem ao longo dos anos se formando em torno da parceira ao invés da concorrência local. Segundo ele “hoje, como a gente tem o mundo como mercado, a possibilidade de diminuição dos custos com transporte e a inserção do nosso produto em vários locais, essa questão da parceria faz com que a gente potencialize o nosso tamanho.” A união desses pontos, de acordo com ele, faz com que haja um compartilhamento de riscos, redução de custos, a criação da identidade de marca no município e o aumento da qualidade final. Após a mediação do economista, com a inclusão de um rodada de perguntas e respostas, foi aberta uma roda de conversa entre os participantes, que tiveram a oportunidade de trocar experiências e conhecimentos de suas respectivas áreas.

 

O próximo encontro do grupo será o “I Workshop GDI Mata e Vertentes”, que ocorrerá no dia 23 de agosto, às 17h no Museu de Arte Murilo Mendes, com a presença de palestrantes como David Kupfer, diretor geral do Instituto de Economia da UFRJ e Ramon Dias de Azevedo, diretor executivo da Fundepar . Saiba mais sobre esse evento em: https://www.facebook.com/events/2297877350237398/. As inscrições já estão abertas e podem ser feitas gratuitamente pelo link: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLScfqvfa4f2f3Bll7-oe5KD0_GRsGzYRoFnGzVucgGkCyq66Xw/viewform

 

Confira abaixo as fotos do 2° MeetUp:
2° Meet-Up GDI

Sebrae realiza II Seminário de Negócios de Impacto Social

Ação do Sebrae Minas vai incentivar empreendedores a criar novos modelos de negócios economicamente lucrativos

 

No dia 26 de abril, o Sebrae Minas promove, em Juiz de Fora, o II Seminário de Negócios de Impacto Social, que vai discutir temas relevantes para quem pretende empreender transformando realidades, seja causando impacto positivo em uma comunidade ou melhorando a qualidade de vida da população de baixa renda. A inscrição é gratuita e deve ser feita no site da Sympla.

 

O objetivo principal da ação é incentivar empreendedores a criar novos modelos de negócios, economicamente lucrativos, e que causem impacto na população de baixa renda. Durante o evento, serão apresentados conceitos e casos de sucesso de negócios de impacto social, que também podem ser chamados de “empresas sociais”, “empresas 2.5”, “empresas BOP” (base da pirâmide) ou “negócios inclusivos”. Essas empresas podem distribuir seus lucros entre os investidores e sócios, da mesma maneira que podem reinvestir todo o resultado no próprio negócio, de forma a gerar mais resultados e mais impacto social.

 

No time de palestrantes estão: Daniel Gonzales, da Hub Social e  Beto Scretas, do Instituto da Cidadania Empresarial (ICE). Para fechar o evento, um painel com as empresas empreendedoras sociais de Juiz de Fora Vivart e Atos Colaborativos.

 

O Sebrae Minas busca apoiar os negócios lucrativos e que geram impacto socioambiental, que estão diretamente ligados com a atividade principal da instituição. “Com a realização deste seminário, é esperado um estímulo à geração de modelos de negócios inovadores e o fortalecimento do ecossistema de negócios de impacto social da região”, destaca a analista do Sebrae Minas Camila Villela.

 

Programação

18h30: Credenciamento e Welcome coffee

19h: Boas vindas

19h00: Desenvolvimento Local e Sustentável (Paulo Veríssimo – Sebrae Minas)

19h50: Negócios de Impacto Social no Brasil e no Mundo (Daniel Gonzales – HUB Social)

20h30: Cenários e Constituição do Movimento da Força Tarefa de Finanças Sociais e Negócios de Impacto no Brasil (Beto Scretas – Instituto da Cidadania Empresarial – ICE)

21h10: Programa Sebrae de Apoio aos Negócios de Impacto Social de Juiz de Fora

21h20: Painel com empreendedores sociais de Juiz de Fora (Vivart e Atos)

 

II Seminário de Negócios de Impacto Social

Data: 26 de abril de 2018

Local: Sebrae Minas (AV. Olegário Maciel, 436 – Santa Helena)

Informações: (32) 3257-4712

Inscrições: https://www.sympla.com.br/2-seminario-de-negocios-de-impacto-social__271452

 

*Este conteúdo foi produzido pela Agencia Sebrae de Noticias e reproduzido pela Comunicação do GDI-Mata

Aceleração para negócios de impacto social

Cerca de 40% dos negócios de impacto socioambiental do Brasil têm menos de três anos de fundação, e 70% deles são formalizados. É o que mostra um estudo da Pipe Social, que ouviu, no ano passado, 579 empreendedores da área. Para apoiar as iniciativas dos empreendedores sociais que atuam em Minas Gerais, o Sebrae e o NAAÇÃO promovem o Programa de Aceleração para Negócios de Impacto Social. A inscrição é grátis e pode ser feita até 11 de março,  no site www.sympla.com.brInformações: 0800 570 0800, www.sebrae.com.br/minasgerais ou www.naacao.com.br.

O programa tem como objetivos incentivar e orientar o desenvolvimento de negócios e projetos inovadores de impacto social, que têm se mostrado uma alternativa para o desenvolvimento econômico sustentável.  Podem se inscrever empreendedores, com ou sem CNPJ, que desenvolvam ou tenham um projeto ou negócio economicamente viável, baseado em uma solução voltada para resolver um problema social ou ambiental nas comunidades.

Serão selecionadas nove equipes para o programa de aceleração, previsto para ser realizado entre abril e julho deste ano, em Belo Horizonte.  A participação dos selecionados será totalmente subsidiada pelo Sebrae Minas e o NAAÇÃO.

Durante o programa de aceleração, os empreendedores terão o acompanhamento de especialistas no desenvolvimento e aprimoramento do negócio ou projeto, por meio de consultorias, instrutorias, experiências e mentorias. Na fase final, participarão de bancas para a avaliação dos projetos e de encontros com agentes do mercado, entre investidores, empreendedores sociais e parceiros.

    Etapas do programa

  • Inscrições até 11 de março.
  • Seleção e avaliação das equipes: de 12 a 23 de março.
  • Divulgação dos selecionados: entre 28 e 30 de março.
  • Execução do programa de pré-aceleração: de 2 de abril a 30 de julho (previsão).

 

Características de um negócio de impacto social

  • Consegue gerar receita com a venda de produtos e serviços e ainda gerar impacto social e ambiental positivo.
  • Não é apenas o dono da empresa que ganha e manda, mas um grupo de pessoas de baixa renda é beneficiado.
  • A empresa ajuda a transformar a realidade de um local, fazendo toda a diferença na qualidade de vida das pessoas.
  • Os negócios sociais estão alinhados aos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM), estabelecidos pela ONU.

Principais áreas de atuação dos negócios sociais no Brasil *

  • Educação (38%)
  • Tecnologias verdes (23%)
  • Cidadania (12%)
  • Saúde (10%)
  • Finanças sociais (9%)
  • Cidades (8%)

*Fonte: 1º Mapa de Negócios de Impacto Social e Ambiental – Pipe Social, junho 2017.

 

Sobre o Sebrae

O Sebrae em Minas Gerais oferece orientação a quem deseja abrir, diversificar ou ampliar um empreendimento, além de desenvolver projetos e articular para a disseminação e criação de políticas públicas que favorecem o crescimento dos pequenos negócios.

 

Sobre o NAAÇÃO

Rede de transformação e inovação, idealizada para conhecer, incentivar e potencializar pessoas com atitudes inovadoras, criativas e empreendedoras que geram impacto positivo e transformam sua história e a das pessoas a sua volta.

Este material foi produzido pela Agência Sebrae de Notícias e reproduzido pelo núcleo de comunicação do GDI-Mata

Juiz de Fora recebe palestra sobre Arranjos Produtivos Locais

Na próxima sexta-feira (1), o Grupo de Trabalho Desenvolvimento e Inovação da Zona da Mata (GDI-Mata) juntamente com a Federação das Industrias do Estado de Minas Gerais (FIEMG) vai realizar uma palestra gratuita com a economista Alice Machado, para expor sobre os Arranjos Produtivos Locais da Zona da Mata Mineira. O encontro será realizado ás 10 horas na sede da FIEMG Juiz de Fora, que fica localizada na Av. Garcia Rodrigues Paes, 12395, no Bairro Industrial.

O objetivo é debater quais são os Arranjos Produtivos Locais em operação e potenciais na Zona da Mata Mineira e quais os caminhos para fortalece-los, já que são uma perspectiva para a economia regional, um desafio para as instituições de ensino e pesquisa e um horizonte de emprego e renda para a população da Mata. As inscrições podem ser confirmadas através do email comunicacao@gdimata.com.br

Convite Palestra APL's

Juiz de Fora sedia Conferência de Inovação e Desenvolvimento para a Zona da Mata Mineira

Evento acontece nos dias 22 e 23 de agosto, no Gran Victory Hotel

 

A importância da inovação no processo de desenvolvimento regional, a partir da interação entre os segmentos acadêmico e empresarial, será abordada na Conferência de Inovação e Desenvolvimento para a Zona da Mata Mineira (CONIDE), que acontecerá nos dias 22 e 23 de agosto, em Juiz de Fora. O evento pretende convergir, em um mesmo espaço, diversas visões sobre o desenvolvimento socioeconômico, promovendo debate e sinalizando perspectivas de aplicação na realidade local. Promovida pelo Grupo de Trabalho Desenvolvimento e Inovação na Mata Mineira (GDI Mata), por meio de entidades integrantes, a CONIDE acontecerá no Gran Victory Hotel, localizado na Avenida Presidente Itamar Franco, 3.800, bairro Cascatinha.

A programação inclui painéis, palestras e sessões temáticas dos grupos de trabalho do GDI Mata: “Agronegócio”, “Comércio”, “Indústria”, “Serviços” e “Turismo”, reunindo pessoas com experiência de mercado e outras com atuação acadêmica, para debater a inovação nos diversos setores e os impactos no mercado de trabalho e no desenvolvimento urbano. Para os organizadores, o evento é uma oportunidade para empresários estabelecerem parcerias com pesquisadores, de forma a utilizar a inovação para o avanço dos negócios, além de indicar caminhos para a estruturação das cidades de forma mais inteligente, que aproxime o poder público do cidadão.

Na terça-feira, 22, o evento terá início às 14 horas, com o painel “Inovação na esfera pública e na iniciativa privada”, apresentado por Caetano Christophe Penna, doutor em Estudos de Política de Ciência e Tecnologia, e Fábio Veras de Souza, doutor em Direito Constitucional. Às 15h45, sessões paralelas dos grupos de trabalho terão a participação de José Maria Jardim da Silveira, doutor em Engenharia Agronômica (Agronegócio); Ricardo Lourenço, presidente do Grupo Lupin no Brasil, e Jadir Vieira, diretor executivo da Medquímica (Indústria); Fabrício Soares, administrador e especialista em Finanças (Serviços); e Rafael Oliveira, superintendente da Secretaria de Estado de Turismo (Turismo).

A programação seguirá com o painel “A nova economia e os impactos no mercado de trabalho”, com Fernanda Schröder, gerente nacional de carreiras da DeVry Educacional, e Débora Marques, gerente de Inovação e Transferência de Tecnologia do Centro Regional de Inovação e Transferência de Tecnologia da Universidade Federal de Juiz de Fora (Critt/UFJF).

Às 20 horas, Paulo Roberto Haddad ministrará palestra de abertura. Ministro da Fazenda durante a presidência de Itamar Franco, Haddad é formado em Economia pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), com curso de especialização em Planejamento Econômico. Foi fundador e primeiro diretor do Centro de Desenvolvimento e Planejamento Regional da UFMG e autor de diversos livros e artigos em revistas especializadas no Brasil e exterior. Exerceu cargos de secretário de Planejamento e da Fazenda do Governo de Estado de Minas Gerais e de diretor de Planejamento Econômico da Fundação João Pinheiro.

Na quarta-feira, 23, a CONIDE terá início às 14 horas, com o painel “Smartcities e as parcerias público-privadas”, com a participação do vice-presidente do Instituto Smart City Business América, Felipe Fulgêncio, e do subsecretário de Tecnologia da Informação da Secretaria Municipal de Finanças, Tecnologia da Informação e Controle Interno da Prefeitura de Manaus (AM), Eudo de Lima Assis. Às 15h45, as sessões paralelas serão intermediadas por Paulo do Carmo Martins, chefe-geral da Embrapa Gado de Leite (Agronegócio); Jovino Campos, fundador e CEO do Grupo Bahamas (Comércio); Carlos Gadelha, doutor em Economia (Indústria); Guilherme Bastos, diretor da Cedimagem (Serviços); e Patrícia Moreira, consultora da Confederação Nacional da Indústria – CNI (Turismo).

Inovação e Desenvolvimento na Zona da Mata Mineira” será tema de painel com a participação de Fernando Salgueiro Perobelli, economista e professor-associado da UFJF, e Rubens Amaral, gerente de Planejamento do Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG), às 19h15. Logo após, o painel “Startups e tecnologia” terá a presença de Felipe Mariani de Paula, analista e desenvolvedor de projetos de investimento em startups de base tecnológica na Fundep Participações (Fundepar MG), de Gian Meneses, empreendedor responsável pela tecnologia e desenvolvimento das plataformas de operação do “Qranio” e de Silvana Braga, diretora geral do SEED – Startups and Entrepreneurship Ecosystem Development e do SIMI – Sistema Mineiro de Inovação, ambos programas do Governo de Minas que tem o objetivo de transformar Minas Gerais no maior polo de empreendedorismo e inovação da América Latina.

Realizada pelo GDI Mata, por meio do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), Instituto Federal Sudeste de Minas Gerais (IF Sudeste), Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), a Conide tem o patrocínio da Prefeitura de Juiz de Fora (PJF), BDMG, Lanetwork Serviços de Rede e Informática, Fundação de Apoio e Desenvolvimento ao Ensino, Pesquisa e Extensão (Fadepe), Secretaria de Estado Extraordinária de Desenvolvimento Integrado e Fóruns Regionais – SEEDIF, Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Ensino Superior – SEDECTES, Caixa Econômica Federal e Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Codemig). Apoio: Agência de Desenvolvimento de Juiz de Fora e Região (ADJFR), Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR), CIMO Engenharia e Soluções Ambientais. Promoção: Rádio Itatiaia e TV Integração e produção-executiva Partner Produções.

A CONIDE é voltada para prefeituras e secretarias; gestores municipais, estaduais e federais; empresários, engenheiros, arquitetos, urbanistas, advogados, consultores, planejadores e pensadores de organizações comprometidas com o desenvolvimento e inovação; fundos de investimentos, banco financiadores e organismos de fomento; investidores; entidades de classe e universidades públicas e privadas.

Sobre o GDI Mata

Criado em 2016, com a proposta de conectar e direcionar um trabalho cada vez mais colaborativo entre universidades, instituições de pesquisa e empresas no âmbito regional, o Grupo de Trabalho Desenvolvimento e Inovação na Mata Mineira (GDI Mata), é uma união de diversas entidades, instituições, associações e organizações representativas em uma rede, com o objetivo de estabelecer um novo horizonte na evolução econômica e social para Juiz de Fora e região da Zona da Mata Mineira.

Serviço:

CONFERÊNCIA DE INOVAÇÃO E DESENVOLVIMENTO PARA A ZONA DA MATA MINEIRA (CONIDE)

DATA: 22 e 23 de agosto de 2017

LOCAL: Gran Victory Hotel (Antigo Independência Trade Hotel)

Av. Itamar Franco, 3.800, Cascatinha, Juiz de Fora, MG

INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES:

www.conide.com.br

facebook.com/conidezm

Telefones: (32) 3082-8900 / 99982-7375

Pesquisadores têm até o próximo dia 7 para inscrever trabalhos sobre a Zona da Mata mineira na 1ª Conide

Os interessados em submeter trabalhos para a 1ª edição da Conferência de Inovação e Desenvolvimento para a Zona da Mata Mineira (Conide) têm uma nova chance de fazê-lo: a Comissão Científica do evento estendeu o prazo de inscrição até o dia 7 de agosto. Serão selecionadas até 100 pesquisas, que serão afixadas conforme programação do evento, que ocorre nos dias 22 e 23 de agosto, no Hotel Gran Victory (antigo Independência Trade Hotel).

De acordo com a diretora do Núcleo de Inovação e Transferência de Tecnologia (Nittec) do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sudeste de Minas Gerais (IF Sudeste MG) e representante da Comissão Científica da Conide, Flávia Ruback, ao expor os trabalhos, os pesquisadores podem compartilhar seus estudos sobre inovação e desenvolvimento econômico e social, promovendo o debate sob a ótica da realidade regional.

“Esse contato pode favorecer o desenvolvimento socioeconômico regional, pois acreditamos na importância de fomentar um trabalho colaborativo entre universidades, instituições de pesquisa e empresas do ecossistema regional. Essa perspectiva vai ao encontro da proposta do Grupo de Trabalho, Desenvolvimento e Inovação na Mata Mineira (GDI-Mata), qual seja, diversas entidades atuando em rede de forma a estabelecer um novo horizonte para a região”, pontua ela. Os trabalhos podem versar sobre atividades visando o desenvolvimento e inovação em todas as áreas de conhecimento, conforme as seguintes subáreas:

 

– Desenvolvimento: indicadores econômicos, arranjos produtivos locais, atividades econômicas relacionadas ao agronegócio, indústria, serviço, comércio e turismo, desenvolvimento tecnológico, desenvolvimento regional;

– Inovação: inovações tecnológicas em produtos ou processos, inovações em serviços, marketing, modelos de negócio relacionados ao agronegócio, indústria, serviço, comércio e turismo.

 

As propostas devem ser encaminhadas em formato de arquivo PDF para o e-mail poster@conide.com.br. O resultado da avaliação será divulgado no dia 8 de agosto.

 

O evento

A Conide é uma realização GDI-Mata, iniciativa coordenada pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa Gado de Leite), IF Sudeste MG, Prefeitura de Juiz de Fora (PJF), Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de Minas Gerais (Sebrae MG) e Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF, e que visa convergir, num mesmo espaço, diversas visões sobre desenvolvimento econômico e social, promovendo o debate sobre essas perspectivas e sua aplicação na realidade regional.

Idealizada como um ambiente ideal para troca de conhecimentos e experiências, a Conide pretende estimular o contato entre diferentes atores de um mesmo mercado, estimulando a prospecção de clientes, a concretização de parcerias e realização de negócios. Para isso, a conferência pretende facilitar a interface entre órgãos públicos; entidades de fomento; associações de classe; organizações representativas; instituições de ensino, pesquisa e extensão; e o empresariado regional, possibilitando que essas interações se convertam em projetos que beneficiem todos os envolvidos no sistema econômico da região.

A programação completa da Conide – que pode ser conferida neste link – conta com palestras de empreendedores e acadêmicos de destaque no cenário nacional, além de sessões de Grupos de Trabalho com temáticas, como agronegócio, comércio, indústria, serviços e turismo. A palestra de abertura, às 20h do dia 22, será ministrada por Paulo Roberto Haddad, que foi Ministro da Fazenda do Brasil, durante a presidência de Itamar Franco.

 

Outras informações: (32) 2102-3435 – Ramal 206 (Núcleo de Comunicação do GDI-Mata)

Conferência de Inovação e Desenvolvimento para a Zona da Mata Mineira (Conide)

Grupo de Trabalho Desenvolvimento e Inovação na Mata Mineira (GDI Mata)

Associação Comercial e Industrial e Prefeitura realizam a V Feira da Indústria e Comércio de Barbacena

De 23 a 27 de maio, a Associação Comercial e Industrial de Barbacena (Acib) e a Prefeitura Municipal realizam a V Feira da Indústria e Comércio de Barbacena (Feicob), na Praça dos Andradas, no centro de Barbacena. Durante o evento, o Sebrae Minas irá promover diversas ações gratuitas para os pequenos empreendedores da cidade e da região. A Feicob é voltada para a geração de negócios e valor e tem como objetivos oferecer à comunidade a oportunidade de conhecer diversas indústrias e empresas de Barbacena, criar uma consciência empreendedora no município e oportunizar a alavancagem das empresas locais, estimulando o acesso a novos mercados e fornecedores locais.

 

Programação Sebrae Minas

23/05

13h às 17h: Oficina Como ser MEI na prática

19h às 21h: Palestra Administração competitiva

 

24/05

13h às 17h: Oficina Como elaborar um planejamento para abertura de empresas

18h às 22h: Oficina Como controlar o seu dinheiro

 

25/05

13h às 17h: Oficina Como ser MEI na prática

19h às 21h: Palestra Cerveja artesanal é um bom negócio?

 

26/05

13h às 15h: Palestra Qualidade no atendimento ao cliente

18h às 22h: Oficina Como ser MEI na prática

 

27/05

10h às 12h: Empreendedorismo com Foco no Empretec

 

Nos cinco dias de evento, haverá também atendimentos especializados com um consultor de finanças e mercado do Sebrae Minas. Os horários devem ser agendados no estande do Sebrae na feira ou pelo telefone (32) 3332-9686.

 

Este material foi produzido pela Agência Sebrae de Notícias e reproduzido com contribuições do Núcleo de Comunicação do GDI-Mata.