I Workshop GDI Mata e Vertentes reúne diversos setores nos dois anos do grupo

Para comemorar os dois anos do Grupo de Trabalho, Desenvolvimento e Inovação na Mata Mineira (GDI-Mata) foi realizada nesta quinta-feira, 23, o I Workshop GDI Mata e Vertentes que finalizou uma série de encontros que celebram a data. O evento aconteceu Museu de Arte Murilo Mendes (Mamm) e envolveu acadêmicos, empresários e representantes do poder público em discussões acerca de temas relacionados ao desenvolvimento econômico, utilização de tecnologias associadas à indústria 4.0 e os caminhos para construção de um ecossistema de inovação na Zona da Mata mineira e Vertentes.  

Segundo o prefeito Antônio Almas, o evento é uma grande oportunidade de desenvolvimento regional. “Acredito que Juiz de Fora não pode pensar no seu crescimento sem ter a visão da Zona da Mata e Vertentes. Esses dois anos do GDI são comemorados com essa visão de rede, que permite dialogarmos e pensarmos o crescimento de toda a região”.

O reitor da Universidade Federal de Juiz de Fora, Marcus David avaliou o evento como uma síntese do papel que a instituição deve exercer para contribuir com o desenvolvimento local. “A Instituição deve possibilitar que o conhecimento possa ser apropriado pelo mercado para alavancar o crescimento da região. As associadas do GDI possuem todas as condições de oferecer oportunidades para as empresas”.

As palestras e o painel contaram com a presença da presidente do Sindicato das Indústrias de Alimentação de Juiz de Fora (SIA-JF) e proprietária da empresa de Condimentos Portuense, Flávia Gonzaga; do presidente do Sindicato Intermunicipal das Indústrias do Mobiliário de Ubá (Intersind), Áureo Barbosa; do atual presidente da Agência de Desenvolvimento de Juiz de Fora e Região (ADJFR), Célio Carneiro Chagas; do diretor-geral do Instituto de Economia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), David Kupfer; e do diretor-executivo da Fundação de Desenvolvimento e Pesquisa Participações S/A (Fundepar), Ramon Dias de Azevedo.

No evento, além da exibição de toda a trajetória do grupo nesse dois anos de existência e ações em curso, foi revelado que estão sendo feitas conexões para que a Universidade Federal de Viçosa (UFV), a de São João del Rei (UFSJ), e a de Lavras (UFLA) integrem o grupo, tornando assim, o GDI Zona da Mata e Vertentes.

I Workshop GDI Mata e Vertentes marca os dois anos do grupo

O Grupo de Trabalho Desenvolvimento e Inovação na Mata Mineira (GDI-Mata) está completando dois anos de existência e vem realizando uma série de eventos para marcar a data. Para finalizar a programação, no dia 23 de agosto, vai realizar, no Museu de Arte Murilo Mendes (MAMM), a partir das 17 horas, o I Workshop GDI Mata e Vertentes. Na ocasião, acadêmicos, empresários e profissionais envolvidos em instituições públicas vão debater as perspectivas da economia regional, considerando as possibilidades de desenvolvimento e utilização de tecnologias associadas à indústria 4.0 e os caminhos para construção de um ecossistema de inovação na mata mineira e vertentes.

O encontro vai contar com a presença de Flávia Gonzaga, proprietária da empresa de Condimentos Portuense e presidente do Sindicato das Indústrias de Alimentação de Juiz de Fora (SIA-JF), que vai participar do Painel “Perspectivas da economia da Mata e Vertentes: a visão empresarial” ao lado de Aureo Barbosa, presidente do Sindicato Intermunicipal das Indústrias do Mobiliário de Ubá (Intersind) e Célio Carneiro Chagas, atual Presidente da Agência de Desenvolvimento de Juiz de Fora e Região (ADJFR). Já David Kupfer, diretor geral do Instituto de Economia da UFRJ, vai falar sobre a “Indústria 4.0 no Brasil – Perspectivas pública e privada”, trazendo sua visão a partir dos resultados da pesquisa coordenada por ele sobre o panorama atual e futuro desse campo, encomendada pelo projeto Industria 2027 e publicada em dezembro de 2017.

Para fechar o evento, contaremos com uma palestra ministrada por Ramon Dias de Azevedo, Diretor Executivo da Fundep Participações S/A, com a temática: “Como consolidar um ecossistema regional de inovação?”.

Seguindo uma série de meet-ups sobre as perspectivas de atuação do grupo, o workshop, além de traçar um panorama para as futuras atividades, serve como uma oportunidade para a disseminação de informação sobre as áreas que vêm se expandindo dentro do mercado de inovação e que afetam a competitividade do setor produtivo brasileiro.

 

As inscrições deverão ser feitas pelo link: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLScfqvfa4f2f3Bll7-oe5KD0_GRsGzYRoFnGzVucgGkCyq66Xw/viewform

 

Duvidas e outras informações pelo e-mail: gdimata@gdimata.com ou pelo telefone (32) 2102-3435 (Ramal 206)

 

Confira abaixo a programação completa do evento:

atualizado

GDI Mata promove o 1° Meet-Up: Trajetória e Novas Perspectivas

Aconteceu ontem (17/07) o 1° Meet-Up GDI-Mata: Trajetória e Novas Perspectivas, o primeiro de uma série de encontros que marcam os dois anos do Grupo de Trabalho, Desenvolvimento e Inovação para a Mata Mineira. Os encontros servem para estimular o diálogo entre diferentes esferas da sociedade e traçar novas perspectivas de atuação do grupo no futuro.

No primeiro encontro, o empresário Yoshio Shubo apresentou sua experiência no Vale do Silício e o que aprendeu que pode servir para traçar objetivos mais específicos dentro do grupo. O diretor do Centro Regional de Inovação e Transferência de Tecnologia (Critt), Ignácio Delgado, também apresentou as conquistas e realizações ate o momento e o que está definido como meta para o futuro, além de colocar alguns pontos positivos e negativos no grupo para debate entre todos.

O próximo Meet-Up está previsto para ocorrer no dia 7 de agosto, no Mr. Tugas, com o tema “Estratégias para fomentar vendas locais” e a presença do economista Fernando Perobelli. Ainda haverá o seminário ” I Workshop GDI-Mata e Vertentes” no Museu de Artes Murilo Mendes (MAMM), dia 23 de agosto, encerrando as celebrações.

Confira abaixo as fotos do evento:

1° Meet-Up GDI Mata

 

Juiz de Fora recebe Exchange Sebrae e Hackathon JF Inteligente

Eventos voltados para estudantes e profissionais nos segmentos da tecnologia da informação, business e design quer auxiliar no desenvolvimento do ecossistema de inovação do município

 

 

No dia 8 de junho, o Sebrae Minas promove mais uma edição do Exchange Sebrae, evento gratuito que tem o objetivo de estimular a criação de negócios inovadores, apresentar soluções e tendências do mercado e oferecer capacitações para quem quer empreender nos segmentos de tecnologia, inovação e startup.

A iniciativa tem como proposta transformar ideias em negócios de sucesso, propiciar interação e capacitação, fomentar a cultura empreendedora, fortalecer os pequenos negócios e estimular a criação de negócios inovadores.

Durante o evento, serão três salas de aprendizado e discussão: Educação do FuturoNegócios 4.0 e Smart City. Os participantes que se inscreverem na sala Smart City poderão integrar as atividades do Hackathon JF Inteligente, maratona de desenvolvimento que ocorre nos dias 9 e 10 de junho e que tem o propósito de atender aos desafios enfrentados pela sociedade local.

 

O Hackathon é organizado pelo Sebrae Minas, em parceria com o Grupo de Desenvolvimento e Inovação na Mata Mineira e Vertentes (GDI Mata), a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Ensino Superior do estado de Minas Gerais (Sedectes), a Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sudeste de Minas Gerais (IF Sudeste MG) e a Fundação de Apoio e Desenvolvimento ao Ensino, Pesquisa e Extensão (Fadepe), com o apoia da Prefeitura Municipal de Juiz de Fora (PJF).

No Hackathon JF Inteligente, estudantes e profissionais nos segmentos da tecnologia da informação, business e design se juntarão em equipes, com o objetivo de desenvolverem aplicativos que atendam às demandas urgentes da cidade, dentro de seis eixos que serão divulgados no dia do evento. Através de uma pesquisa prévia com a PJF, os eixos foram levantados e elencados para o evento, através de votação do comitê organizador da maratona.

O objetivo da maratona é desenvolver propostas relacionadas ao conceito de cidades inteligentes (smart cities), ou seja, promover a melhoria da infraestrutura urbana e tornar a cidade mais eficiente e melhor de se viver, por meio do uso da tecnologia da informação e comunicações (TICs).

 

Segundo a analista do Sebrae Minas, Camila Villela, o objetivo dos eventos é desenvolver o sistema empreendedor na cidade, dentro da área de tecnologia. “O Sebrae tem um projeto de inovação, cujo objetivo é auxiliar no desenvolvimento do ecossistema de inovação do município. Durante o Hackathon, lançaremos o desafio para que os participantes consigam resolver alguns dos problemas encontrados na cidade”.

 

 

Programação Exchange Sebrae

13h30: Credenciamento

 

Sala 1: Educação do Futuro

14h às 15h: Inovação nos processos de educação

15h às 16h: Como integrar criatividade e tecnologia na educação

16h às16h30: Intervalo

16h30 às 17h30: Educação empreendedora no ensino fundamental e médio

17h30 às 18h30: Google for education

 

Sala 2: Negócios 4.0

14h às 15h: Tecnologia Disruptiva – realidade virtual, internet das coisas e robótica

15h às 16h: Estratégias de marketing e vendas

16h às16h30: Intervalo

16h30 às 17h30: Tendências de consumo e comportamento do consumidor

17h30 às 18h30: Growth Hacking, validação e experiência

 

Sala 3: Smart City – Cidade Inteligente

14h às 15h: Startups e Empreendedorismo de Impacto – Negócios Inovadores

15h às 16h: Economia Colaborativa

16h às16h30: Intervalo

16h30 às 17h30: Inovação como motor do desenvolvimento econômico

17h30 às 18h30: Cidades Sustentáveis

 

Exchange Sebrae – Smart City

Data: 8 de junho de 2018

Local: Centro de Ciências da UFJF (Rua José Lourenço Kelmer, s/n, Praça Cívica, São Pedro)

Informações: (32) 3257-4719

Inscrições: https://www.sympla.com.br/sebrae-exchange–hackathon—jf-inteligente__290853

 

Hackathon JF Inteligente

Data: 9 e 10 de junho de 2018

Local: Centro de Ciências da UFJF (Rua José Lourenço Kelmer, s/n, Praça Cívica, São Pedro)

Informações: (32) 3257-4719

Inscrições: https://www.sympla.com.br/sebrae-exchange–hackathon—jf-inteligente__290853

Juiz de Fora recebe palestra sobre Arranjos Produtivos Locais

Na próxima sexta-feira (1), o Grupo de Trabalho Desenvolvimento e Inovação da Zona da Mata (GDI-Mata) juntamente com a Federação das Industrias do Estado de Minas Gerais (FIEMG) vai realizar uma palestra gratuita com a economista Alice Machado, para expor sobre os Arranjos Produtivos Locais da Zona da Mata Mineira. O encontro será realizado ás 10 horas na sede da FIEMG Juiz de Fora, que fica localizada na Av. Garcia Rodrigues Paes, 12395, no Bairro Industrial.

O objetivo é debater quais são os Arranjos Produtivos Locais em operação e potenciais na Zona da Mata Mineira e quais os caminhos para fortalece-los, já que são uma perspectiva para a economia regional, um desafio para as instituições de ensino e pesquisa e um horizonte de emprego e renda para a população da Mata. As inscrições podem ser confirmadas através do email comunicacao@gdimata.com.br

Convite Palestra APL's

Juiz de Fora sedia Conferência de Inovação e Desenvolvimento para a Zona da Mata Mineira

Evento acontece nos dias 22 e 23 de agosto, no Gran Victory Hotel

 

A importância da inovação no processo de desenvolvimento regional, a partir da interação entre os segmentos acadêmico e empresarial, será abordada na Conferência de Inovação e Desenvolvimento para a Zona da Mata Mineira (CONIDE), que acontecerá nos dias 22 e 23 de agosto, em Juiz de Fora. O evento pretende convergir, em um mesmo espaço, diversas visões sobre o desenvolvimento socioeconômico, promovendo debate e sinalizando perspectivas de aplicação na realidade local. Promovida pelo Grupo de Trabalho Desenvolvimento e Inovação na Mata Mineira (GDI Mata), por meio de entidades integrantes, a CONIDE acontecerá no Gran Victory Hotel, localizado na Avenida Presidente Itamar Franco, 3.800, bairro Cascatinha.

A programação inclui painéis, palestras e sessões temáticas dos grupos de trabalho do GDI Mata: “Agronegócio”, “Comércio”, “Indústria”, “Serviços” e “Turismo”, reunindo pessoas com experiência de mercado e outras com atuação acadêmica, para debater a inovação nos diversos setores e os impactos no mercado de trabalho e no desenvolvimento urbano. Para os organizadores, o evento é uma oportunidade para empresários estabelecerem parcerias com pesquisadores, de forma a utilizar a inovação para o avanço dos negócios, além de indicar caminhos para a estruturação das cidades de forma mais inteligente, que aproxime o poder público do cidadão.

Na terça-feira, 22, o evento terá início às 14 horas, com o painel “Inovação na esfera pública e na iniciativa privada”, apresentado por Caetano Christophe Penna, doutor em Estudos de Política de Ciência e Tecnologia, e Fábio Veras de Souza, doutor em Direito Constitucional. Às 15h45, sessões paralelas dos grupos de trabalho terão a participação de José Maria Jardim da Silveira, doutor em Engenharia Agronômica (Agronegócio); Ricardo Lourenço, presidente do Grupo Lupin no Brasil, e Jadir Vieira, diretor executivo da Medquímica (Indústria); Fabrício Soares, administrador e especialista em Finanças (Serviços); e Rafael Oliveira, superintendente da Secretaria de Estado de Turismo (Turismo).

A programação seguirá com o painel “A nova economia e os impactos no mercado de trabalho”, com Fernanda Schröder, gerente nacional de carreiras da DeVry Educacional, e Débora Marques, gerente de Inovação e Transferência de Tecnologia do Centro Regional de Inovação e Transferência de Tecnologia da Universidade Federal de Juiz de Fora (Critt/UFJF).

Às 20 horas, Paulo Roberto Haddad ministrará palestra de abertura. Ministro da Fazenda durante a presidência de Itamar Franco, Haddad é formado em Economia pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), com curso de especialização em Planejamento Econômico. Foi fundador e primeiro diretor do Centro de Desenvolvimento e Planejamento Regional da UFMG e autor de diversos livros e artigos em revistas especializadas no Brasil e exterior. Exerceu cargos de secretário de Planejamento e da Fazenda do Governo de Estado de Minas Gerais e de diretor de Planejamento Econômico da Fundação João Pinheiro.

Na quarta-feira, 23, a CONIDE terá início às 14 horas, com o painel “Smartcities e as parcerias público-privadas”, com a participação do vice-presidente do Instituto Smart City Business América, Felipe Fulgêncio, e do subsecretário de Tecnologia da Informação da Secretaria Municipal de Finanças, Tecnologia da Informação e Controle Interno da Prefeitura de Manaus (AM), Eudo de Lima Assis. Às 15h45, as sessões paralelas serão intermediadas por Paulo do Carmo Martins, chefe-geral da Embrapa Gado de Leite (Agronegócio); Jovino Campos, fundador e CEO do Grupo Bahamas (Comércio); Carlos Gadelha, doutor em Economia (Indústria); Guilherme Bastos, diretor da Cedimagem (Serviços); e Patrícia Moreira, consultora da Confederação Nacional da Indústria – CNI (Turismo).

Inovação e Desenvolvimento na Zona da Mata Mineira” será tema de painel com a participação de Fernando Salgueiro Perobelli, economista e professor-associado da UFJF, e Rubens Amaral, gerente de Planejamento do Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG), às 19h15. Logo após, o painel “Startups e tecnologia” terá a presença de Felipe Mariani de Paula, analista e desenvolvedor de projetos de investimento em startups de base tecnológica na Fundep Participações (Fundepar MG), de Gian Meneses, empreendedor responsável pela tecnologia e desenvolvimento das plataformas de operação do “Qranio” e de Silvana Braga, diretora geral do SEED – Startups and Entrepreneurship Ecosystem Development e do SIMI – Sistema Mineiro de Inovação, ambos programas do Governo de Minas que tem o objetivo de transformar Minas Gerais no maior polo de empreendedorismo e inovação da América Latina.

Realizada pelo GDI Mata, por meio do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), Instituto Federal Sudeste de Minas Gerais (IF Sudeste), Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), a Conide tem o patrocínio da Prefeitura de Juiz de Fora (PJF), BDMG, Lanetwork Serviços de Rede e Informática, Fundação de Apoio e Desenvolvimento ao Ensino, Pesquisa e Extensão (Fadepe), Secretaria de Estado Extraordinária de Desenvolvimento Integrado e Fóruns Regionais – SEEDIF, Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Ensino Superior – SEDECTES, Caixa Econômica Federal e Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Codemig). Apoio: Agência de Desenvolvimento de Juiz de Fora e Região (ADJFR), Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR), CIMO Engenharia e Soluções Ambientais. Promoção: Rádio Itatiaia e TV Integração e produção-executiva Partner Produções.

A CONIDE é voltada para prefeituras e secretarias; gestores municipais, estaduais e federais; empresários, engenheiros, arquitetos, urbanistas, advogados, consultores, planejadores e pensadores de organizações comprometidas com o desenvolvimento e inovação; fundos de investimentos, banco financiadores e organismos de fomento; investidores; entidades de classe e universidades públicas e privadas.

Sobre o GDI Mata

Criado em 2016, com a proposta de conectar e direcionar um trabalho cada vez mais colaborativo entre universidades, instituições de pesquisa e empresas no âmbito regional, o Grupo de Trabalho Desenvolvimento e Inovação na Mata Mineira (GDI Mata), é uma união de diversas entidades, instituições, associações e organizações representativas em uma rede, com o objetivo de estabelecer um novo horizonte na evolução econômica e social para Juiz de Fora e região da Zona da Mata Mineira.

Serviço:

CONFERÊNCIA DE INOVAÇÃO E DESENVOLVIMENTO PARA A ZONA DA MATA MINEIRA (CONIDE)

DATA: 22 e 23 de agosto de 2017

LOCAL: Gran Victory Hotel (Antigo Independência Trade Hotel)

Av. Itamar Franco, 3.800, Cascatinha, Juiz de Fora, MG

INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES:

www.conide.com.br

facebook.com/conidezm

Telefones: (32) 3082-8900 / 99982-7375

Conferência sobre Inovação e Desenvolvimento na Zona da Mata abre inscrições para submissão de trabalhos científicos

Visando contemplar ideias que se relacionem com inovação e desenvolvimento, a Conferência de Inovação e Desenvolvimento para a Zona da Mata Mineira (Conide), abre o período de inscrições para a submissão de trabalhos científicos. Organizado pelo Grupo de Trabalho, Desenvolvimento e Inovação na Mata Mineira (GDI Mata), a iniciativa tem o objetivo de difundir conhecimentos e conectar ideias e pessoas à oportunidades de negócio e colaboração.

Os trabalhos, em formato pôster, devem se enquadrar dentro de um dos seguintes temas:

  •         Desenvolvimento: indicadores econômicos, arranjos produtivos locais, atividades econômicas relacionadas ao agronegócio, indústria, serviço, comércio e turismo, desenvolvimento tecnológico, desenvolvimento regional.
  •         Inovação: inovações tecnológicas em produtos ou processos, inovações em serviços, marketing, modelos de negócio relacionados ao agronegócio, indústria, serviço, comércio e turismo.

A proposta deve ser enviada em formato PDF para o e-mail poster@conide.com.br. até o dia 10 de julho. Serão selecionados até 100 trabalhos e o resultado final será divulgado em 1º de agosto.

Datas importantes:

Submissão de trabalhos: 5 de junho a 10 de julho de 2017.

Resultado da avaliação: 1º de agosto de 2017.

Apresentação do pôster: 22 e 23 de agosto de 2017

Consulte o regulamento e inscrições no site: www.conide.com.br

Para o diretor de Inovação da Universidade Federal de Juiz de Fora e representante da UFJF no GDI Mata, Ignacio Godinho Delgado, o propósito da conferência é intensificar a sensibilização dos agentes públicos e privados que estão associados à inovação para uma colaboração mais intensa e permanente. “É uma oportunidade para a Universidade e as instituições parceiras apresentarem suas expertises e, ao mesmo tempo, para os agentes econômicos da cidade identificarem nesses conhecimentos, o atendimento de suas demandas”.

O Conide acontecerá nos dias 22 e 23 de agosto, no Gran Victory Hotel em Juiz de Fora, e contará com palestras, painéis e sessões de discussão com a participação de pesquisadores e profissionais atuantes em diversas áreas, como agronegócio, turismo, comércio, indústria e serviços. Toda a programação já está disponível e pode ser acessada aqui.

Sobre o GDI

As ações do GDI Mata são definidas em reuniões mensais das entidades que o constituem e das atividades dos Grupos Temáticos, sob supervisão da Coordenação Geral, composta pela Embrapa, IF Sudeste MG, Prefeitura de Juiz de Fora, Sebrae e UFJF, que se reúne semanalmente. O grupo também conta em sua operação com colaboradores lotados nos setores de Comunicação e Marketing e Tecnologia da Informação do Critt/UFJF.

Mais informações: 2102-3435 (Secretaria da Diretoria de Inovação)

Entidades se reúnem após cinco meses de trabalho para repassar avanços em prol do desenvolvimento econômico

As entidades que integram o Grupo de Trabalho Desenvolvimento e Inovação na Mata Mineira (GDI-Mata) se reuniram na última sexta-feira (5) para a segunda Reunião Geral em 2017. Na ocasião, a Coordenação Geral apresentou um relatório com todas as atividades realizadas pelo Grupo nos meses de fevereiro a abril e anunciou a Conferência de Inovação e Desenvolvimento para a Zona da Mata Mineira (Conide), bem como o envio de uma Proposta de Trabalho à organização Comunitas para elaboração de um Planejamento Estratégico para Juiz de Fora.

Na ocasião, o Secretário de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Turismo, João Mattos, destacou a consolidação do Grupo, que está prestes a completar um ano de existência, bem como a demanda nacional por iniciativas semelhantes. “Vendo o diálogo entre as articulações estratégicas dos Grupos Temáticos (GTs), é evidente que o GDI veio para ficar. Além disso, o interesse de outros municípios em se engajar nessa proposta revela que a vocação do grupo extrapola os limites regionais”, enfatizou.

Representantes dos Grupos Temáticos (Agronegócio, Comércio, Indústria, Serviços e Turismo) apresentaram ainda as ações estratégicas planejadas e em andamento para cada setor. O evento foi também uma oportunidade para a apresentação de dois novos integrantes do Grupo: a Fundação de Apoio e Desenvolvimento ao Ensino, Pesquisa e Extensão (Fadepe) e a Prefeitura Municipal de São João Nepomuceno, além do retorno da Liga das Empresas Juniores da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF).

 

Conide

Visando estimular ainda mais a proximidade entre o ambiente acadêmico e o setor produtivo, de forma a gerar negócios e inovação, O GDI-Mata planeja realizar, em agosto deste ano, a Conferência de Inovação e Desenvolvimento para a Zona da Mata (Conide). O evento, cuja programação será divulgada em breve, trará pesquisadores, empresários e especialistas de todo o Brasil para discutir boas práticas, propostas e novidades que possam ser aplicadas no incremento à economia regional.

Nesse sentido, a agenda vem sendo pensada de forma a congregar diferentes perspectivas e experiências, conforme destaca o destaca o Diretor de Inovação da UFJF, Ignacio Delgado. “Com essa iniciativa, reforçamos o papel de articulação do GDI-Mata na identificação de demandas da sociedade, proposição de ações e aproximação com as entidades executoras, de forma a provocar um crescimento sustentável dentro das vocações econômicas da região e tornar a inovação um instrumento desse processo”.

 

Trabalho em rede

O GDI-Mata é uma iniciativa oriunda de uma articulação iniciada em junho deste ano e é aberta à participação e colaboração de organismos e entidades empenhados no desenvolvimento regional. Seu objetivo é a revitalização da economia da Zona da Mata mineira, por meio da cooperação das instituições de ensino e pesquisa com o poder público, entidades e setores empresariais, visando à elevação da capacidade e da disposição das empresas da região para inovar. Com isso, o Grupo espera favorecer o desenvolvimento sustentável e o bem estar social.

Em julho do ano passado, a UFJF, a Prefeitura de Juiz de Fora (PJF) e outras nove entidades assinaram uma Portaria conjunta e uma Carta de Intenções, oficializando a criação do Grupo. Desde então, as entidades que forma a rede do Grupo vem trabalhando organizadas em cinco áreas temáticas: Agronegócio, Comércio, Indústria, Serviços e Turismo; e viabilizando, por meio do Portal de Negócios e Inovação lançado em outubro, parcerias e convênios entre setor produtivo e instituições de pesquisa da região.
Outras informações: (32) 2102-3425 (Núcleo de Comunicação do GDI-Mata)

Workshop em Juiz de Fora discutirá potencial mercadológico da cultura da Macaúba na região

A Prefeitura de Juiz de Fora (PJF), em parceria com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa Gado de Leite) e a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater MG), realizará, na próxima semana, o Workshop “A Cultura da Macaúba: aspectos produtivos, ambientais e mercadológicos voltados para a região da Zona da Mata Mineira”. O evento é gratuito e acontece no dia 27, a partir das 8h15, no Auditório José Aroeira, na Embrapa Gado de Leite, localizada na Rua Eugênio do Nascimento, 610 – Bairro Dom Bosco.

Destinado a produtores rurais, profissionais das áreas agrícolas, biológicas, bioquímica e ambientais, lideranças políticas e estudantes, o evento tem como objetivo apresentar e discutir a cultura da macaúba, seus aspectos agronômicos e o potencial mercadológico na Zona da Mata mineira. A programação inclui palestras e mesa redonda com técnicos, especialistas e doutores. O Workshop conta com o apoio do Governo de Estado de Minas Gerais, Emater-MG, Universidades Federais de Juiz de Fora, Viçosa e Lavras, Grupo de Trabalho, Desenvolvimento e Inovação na Mata Mineira (GDI-Mata), Ubrabio, Gol Linhas Aéreas e Curcas Diesel Brasil.

Sobre a macaúba

A cultura da macaúba, palmeira nativa do Cerrado e Mata Atlântica, apresenta uma elevada produtividade na fabricação de óleos e biomassa proteica e se apresenta como uma alternativa em processos de reflorestamentos, compensações, recuperação de áreas degradadas e aumento da recarga hídrica de mananciais e cursos-d´água, garantindo, ao mesmo tempo, a recuperação ambiental e o aumento da renda média das propriedades rurais. O secretário de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Turismo, João de Matos, destaca a importância do evento para atender à demanda dos representantes do setor do agronegócio.

“Vemos a possibilidade de o projeto de implantação de um centro produtor de macaúba na Zona da Mata fazer com que produtores rurais possam auxiliar na preservação de mananciais em suas propriedades e aumentar a renda com subprodutos extraídos, que podem ser matéria-prima para a produção de alimentos, cosméticos, produção de energia e combustíveis renováveis”. O projeto de implantação de um centro produtor de macaúba e o desenvolvimento de sua cadeia produtiva na região surgiu a partir da “Agenda de Desenvolvimento da Zona da Mata”, instituída em 2011, formada por lideranças empresariais, políticas e sociedade civil da Zona da Mata, como forma de intensificar o desenvolvimento socioeconômico regional.

“Em 2013, a Prefeitura de Juiz de Fora ratificou seu compromisso institucional com a Agenda e com o desenvolvimento regional, criando em sua estrutura uma Coordenação de Projetos. Foram, então, elencados projetos estratégicos que favorecem o desenvolvimento da região, como é o caso o projeto da macaúba, que tem por objetivo central diversificar e fortalecer as atividades agropecuárias na Zona da Mata a partir dos princípios da sustentabilidade”, explica o coordenador da Agenda, Jackson Fernandes.

Integração com o Programa Produtor de Águas

O secretário de Meio Ambiente, Luis Claúdio Santos Pinto, explica que “a iniciativa do projeto sobre a macaúba é uma derivação do Pagamento por Serviços Ambientais, lei de origem do Executivo, que visa a estimular os produtores no trato sustentável e econômico de suas propriedades, assim como o Programa Produtor de Águas, que busca remunerar os produtores rurais pela proteção dos recursos hídricos, de forma a aumentar e melhorar a qualidade da água no município”.

A lei foi sancionada em 2016, criando as bases legais para implantação do Programa, destinado a estabelecer ações que visam a melhorar a qualidade e elevar a geração do volume de água nos mananciais estratégicos: Represa Dr. João Penido e Ribeirão Espírito Santo. Para Jackson Fernandes, a convergência de objetivos observadas entre o Programa Produtor de Águas e o Projeto da Macaúba na Zona da Mata e a integração operacional de ambos projetos criam uma escala capaz de gerar importantes impactos sustentáveis na Zona da Mata e em Minas Gerais. “Pode, inclusive, contribuir significativamente com as metas ambientais assumidas pelo governo brasileiro na ONU, formalizadas no Acordo de Paris e de Marrakesh”, destaca.

Alternativa sustentável para produção de combustíveis renováveis

A qualidade do Projeto da Macaúba na Zona da Mata chamou a atenção da União Brasileira do Biodiesel e do Bioquerosene (Ubrabio), que vem desenvolvendo ações destinadas a viabilizar a produção de bioquerosene de aviação no país, através da “Plataforma Brasileira do Bioquerosene”, como forma de reduzir as emissões de carbono do setor. Durante a Conferência Internacional da Organização da Aviação Civil Internacional (Icao), órgão ligado à Organização das Nações Unidas (ONU) responsável por definir as políticas internacionais do setor, realizada no Canadá, em fevereiro de 2017, a entidade listou e apresentou o Projeto da Macaúba na Zona da Mata, elevando o seu potencial de receber, futuramente, recursos internacionais oriundos do fundo do clima.

Apoiadora do Workshop, a Superintendência de Desenvolvimento Agropecuário da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento tem como uma das atividades prioritárias incentivar ações que tenham como premissa o fortalecimento e a ampliação das atividades inseridas na cadeia produtiva do biodiesel em Minas Gerais. “Entendemos que, por meio do incentivo à inclusão do extrativismo e da inserção da agricultura familiar na cadeia produtiva do biodiesel, daremos maior visibilidade e fomento para a expansão da produção de macaúba”, destaca o coordenador da Agroenergia na Superintendência, Kamil Cheab, também palestrante do evento.

Ele reitera que a implementação e execução de projetos, planos e ações que envolvam a cadeia produtiva da macaúba podem, não só possibilitar a estruturação de informações e tecnologias necessárias para o extrativismo sustentável de maciços naturais, bem como levar ao agricultor as informações necessárias para o manejo adequado da cultura: “Tais iniciativas têm papel fundamental para destacar o potencial da macaúba no conjunto de matérias-primas para a produção de biodiesel no Brasil e dar maior visibilidade aos diversos produtos originados do seu processamento”. O presidente da Curcas Diesel Brasil, Mike Lu, ratifica a importância do Workshop: “Parabenizo a Prefeitura pela iniciativa deste importante evento, orientado para a inserção da região no segmento de biomassa sustentável para produção de biocombustíveis e renováveis. A macaúba é uma das matérias-primas mais promissoras da biodiversidade brasileira e deverá ser o vetor de desenvolvimento sustentável da região”, declara.

Clique aqui e confira a programação completa do workshop.

Outras informações:

(32) 3690-8341 (Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Turismo – Sedettur)

Este material foi produzido pela Assessoria de Comunicação da Sedettur e reproduzido com contribuições do Núcleo de Comunicação do GDI-Mata.

Programação Sebrae Minas Abril: cursos, oficinas e palestras para empreendedores

A partir do dia 3 de abril, o Sebrae Minas preparou uma programação especial para os empreendedores de Juiz de Fora. Serão oferecidas oficinas, consultorias e palestras, além do seminário Empretec (3 a 8/4), do Seminário Food Service – supere os desafios da alimentação fora do lar (25/04) e do curso Bootcamp – empreendedorismo em ação (28 a 30/4). A inscrição para as oficinas, consultorias, cursos e palestras deve ser feita pelos telefones (32) 3257-4708 / 4709 / 0800 570 0800 ou pessoalmente, no ponto de atendimento do Sebrae Minas, em Juiz de Fora.

 

PROGRAMAÇÃO

 

Segunda Empresarial – Palestra: Negócios na Internet

03/04 | 19h às 21h | Gratuita

 

Empretec

03 a 08/04 | 8h às 18h | www.empretecsebraeminas.com.br

 

Oficina: Como elaborar a divulgação de sua empresa

06/04 | 18h às 22h | R$ 30,00

 

Consultorias individuais: Marketing

03 a 07/04 | 9h às 17h | R$ 60,00

 

Oficina: Gestão de pessoas

10 a 12/04 | 9h às 17h | R$ 60,00

 

Consultorias individuais: Como planejar sua empresa

10/04 | 18h às 22h | R$ 30,00

 

Consultorias individuais: Finanças

17 a 20/04 | 18h às 22h | R$ 60,00

 

Oficina MEI: Como comprar melhor dos seus fornecedores

17/04 | 18h às 22h | R$ 30,00

 

Oficina MEI: Aprenda a formar preço de venda

19/04 | 18h às 22h | R$ 30,00

 

Consultorias individuais: Finanças e Marketing

24 a 28/04 | 9h às 17h | R$ 60,00

 

Oficina: Como elaborar plano de negócios

24 e 25/04 | 18h30 às 21h30 | R$ 70,00

 

Seminário Food Service – supere os desafios da alimentação fora do lar

25/04 | 18h às 21h | Gratuito

 

Oficina: Como elaborar pesquisa de mercado

26/04 | 18h às 22h | R$ 30,00

 

Bootcamp – empreendedorismo em ação

28 a 30/04 | 9h às 20h | R$ 200,00

 

Palestra: Como sei MEI na prática

Sextas-feiras | 14h às 17h | Gratuito

 

 

Ponto de Atendimento do Sebrae Minas em Juiz de Fora

Av. Olegário Maciel 436 – Santa Helena

(32) 3257-4708 / 4709 / 0800 570 0800