Juiz de Fora recebe Fomenta Minas e Rodada de Negócios

Ações do Sebrae Minas pretendem aproximar as micro e pequenas empresas dos grandes mercados das compras públicas

 

De 24 a 26 de outubro, Juiz de Fora recebe a Rodada de Negócios e o Fomenta Minas, encontros de oportunidades promovidos pelo Sebrae Minas e voltados para Micro e Pequenas Empresas (MPEs) da Zona da Mata e Vertentes. No Fomenta Minas, os empresários terão a oportunidade de fazer contato com compradores governamentais, grandes compradores da administração pública direta e indireta e empresas estatais. Já a Rodada de Negócios vai reunir grandes empresas privadas para negociar com as MPEs, tudo em um só espaço. As ações ocorrem no Gran Victory Hotel e as inscrições gratuitas devem ser feitas no site da Sympla.

 

O Fomenta Minas tem como principais objetivos: criar condições para a ampliação da participação das MPEs no volume de compras dos governos federal, estaduais e municipais e suas estatais; promover a capacitação das MPEs e dos gestores públicos para conhecimento sobre os principais instrumentos jurídicos e operacionais que propiciem seu acesso ao mercado das compras governamentais; disseminar boas práticas e fornecer subsídios técnicos e jurídicos que assegurem o tratamento diferenciados às microempresas e empresas de pequeno porte, previsto na Lei Geral das Micro e Pequenas Empresas; divulgar amplamente os procedimento, especificações e exigências dos grandes compradores públicos, das esferas federal, estadual e municipal, para suas aquisições de bens, serviços e obras, focando nos setores com forte participação das MPEs, sobretudo pequenos negócios ligados aos setores e projetos coletivos prioritários do Sistema Sebrae; sensibilizar os grandes compradores públicos para a sua responsabilidade como indutores e promotores do desenvolvimento local; e aproximar  as micro e pequenas empresas dos grandes mercados das compras públicas, para que sejam estimuladas a fornecer para as instituições públicas, constituindo, assim, mais uma fonte de faturamento.

 

Entre os destaques, estão as palestras do comentarista político da Globo News e repórter especial de política do Jornal das Dez,  Gerson Camarotti; do âncora do Jornal da Band, na BandNews FM, e colunista da IstoÉ, Ricardo Boechat;  e do doutor em sociologia das relações internacionais e diplomata, Marcos Troyjo. O Fomenta também vai trazer nomes importantes como a professora, escritora e mestre em Gestão Social, Educação e Desenvolvimento Local, Maria Flávia Bastos; o ex-presidente do Sebrae Nacional e ex-ministro do Turismo, Luiz Barretto; o jornalista, consultor e palestrante em gestão pública, cultura e cultura cidadã, Jorge Melguizo; e o engenheiro e ex-prefeito de Maringá, Silvio Barros.

 

No dia 24, ocorre a Rodada de Negócios, a partir das 14h. Já no dia 25, também às 14h, acontece a abertura oficial do evento, com a palestra Perspectivas políticas do Brasil e os impactos nos negócios, com Gerson Camarotti. No mesmo dia, às 17h15, o conselheiro do programa O Aprendiz, Cláudio Forner, irá ministrar o painel Cidade Empreendedora. No dia 26, é a vez de Ricardo Boechat falar sobre Os desafios das organizações do século XXI, às 9h, e para encerrar o evento, às 19h, Marcos Trojyo irá ministrar a palestra A nova era do talento, economia em rede e inovação.

 

O Fomenta Minas conta ainda com diversas oficinas, palestras e painéis; além do Encontro do Tribunal de Contas do Estado, do Encontro Regional de Agentes de Desenvolvimento e doEspaço Sebrae Lab, ambiente dedicado à inovação e à criação, que terá como palestrante o gerente de produtos da Coinbr, Anderson Silveira, que irá discorrer sobre “Blockchain e criptomoedas: tecnologia e sua aplicação na modelagem de negócios”.

 

Rodada de Negócios e Fomenta Minas

Data: 24, 25 e 26 de outubro de 2017

Local: Gran Victory Hotel (Av. Presidente Itamar Franco, 3800, Cascatinha)

Informações: 0800 570 0800 / www.sebraemg.com.br

Inscrições: https://www.sympla.com.br/25-e-26-de-outubro—fomenta-minas-2017—regional-zona-da-mata-e-vertentes__197586

 

Este material foi produzido pela Agência Sebrae de Notícias e reproduzido pelo Núcleo de Comunicação do GDI-Mata. 

VII Fórum de Desenvolvimento de Juiz de Fora, Zona da Mata e Vertentes pretende movimentar a região

O VII Fórum de Desenvolvimento de Juiz de Fora, Zona da Mata e Vertentes vai ocorrer entre os dias 5 e 6 de Outubro, no Gran Victory Hotel. Realizado pela Agência de Desenvolvimento de Juiz de Fora e Região (Adjfr) evento tem como objetivo a troca de informações e debate de ideias sobre o desenvolvimento sustentável, a fim de promover um avanço socioeconômico para a região da Zona da Mata e Vertentes.

Destinado à profissionais liberais e empresários de empresas públicas e privadas dos setores primário, secundário e terciário, instituições de ensino e sociedade em geral, trata-se de um encontro de negócios destinado a incentivar e promover o relacionamento entre profissionais, graduandos e empresários visando fortalecer as relações, ampliando as oportunidades de networking. Confira a programação no site: http://www.agenciajfr.com.br/forum/

 

aaaaa

Juiz de Fora sedia Conferência de Inovação e Desenvolvimento para a Zona da Mata Mineira

Evento acontece nos dias 22 e 23 de agosto, no Gran Victory Hotel

 

A importância da inovação no processo de desenvolvimento regional, a partir da interação entre os segmentos acadêmico e empresarial, será abordada na Conferência de Inovação e Desenvolvimento para a Zona da Mata Mineira (CONIDE), que acontecerá nos dias 22 e 23 de agosto, em Juiz de Fora. O evento pretende convergir, em um mesmo espaço, diversas visões sobre o desenvolvimento socioeconômico, promovendo debate e sinalizando perspectivas de aplicação na realidade local. Promovida pelo Grupo de Trabalho Desenvolvimento e Inovação na Mata Mineira (GDI Mata), por meio de entidades integrantes, a CONIDE acontecerá no Gran Victory Hotel, localizado na Avenida Presidente Itamar Franco, 3.800, bairro Cascatinha.

A programação inclui painéis, palestras e sessões temáticas dos grupos de trabalho do GDI Mata: “Agronegócio”, “Comércio”, “Indústria”, “Serviços” e “Turismo”, reunindo pessoas com experiência de mercado e outras com atuação acadêmica, para debater a inovação nos diversos setores e os impactos no mercado de trabalho e no desenvolvimento urbano. Para os organizadores, o evento é uma oportunidade para empresários estabelecerem parcerias com pesquisadores, de forma a utilizar a inovação para o avanço dos negócios, além de indicar caminhos para a estruturação das cidades de forma mais inteligente, que aproxime o poder público do cidadão.

Na terça-feira, 22, o evento terá início às 14 horas, com o painel “Inovação na esfera pública e na iniciativa privada”, apresentado por Caetano Christophe Penna, doutor em Estudos de Política de Ciência e Tecnologia, e Fábio Veras de Souza, doutor em Direito Constitucional. Às 15h45, sessões paralelas dos grupos de trabalho terão a participação de José Maria Jardim da Silveira, doutor em Engenharia Agronômica (Agronegócio); Ricardo Lourenço, presidente do Grupo Lupin no Brasil, e Jadir Vieira, diretor executivo da Medquímica (Indústria); Fabrício Soares, administrador e especialista em Finanças (Serviços); e Rafael Oliveira, superintendente da Secretaria de Estado de Turismo (Turismo).

A programação seguirá com o painel “A nova economia e os impactos no mercado de trabalho”, com Fernanda Schröder, gerente nacional de carreiras da DeVry Educacional, e Débora Marques, gerente de Inovação e Transferência de Tecnologia do Centro Regional de Inovação e Transferência de Tecnologia da Universidade Federal de Juiz de Fora (Critt/UFJF).

Às 20 horas, Paulo Roberto Haddad ministrará palestra de abertura. Ministro da Fazenda durante a presidência de Itamar Franco, Haddad é formado em Economia pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), com curso de especialização em Planejamento Econômico. Foi fundador e primeiro diretor do Centro de Desenvolvimento e Planejamento Regional da UFMG e autor de diversos livros e artigos em revistas especializadas no Brasil e exterior. Exerceu cargos de secretário de Planejamento e da Fazenda do Governo de Estado de Minas Gerais e de diretor de Planejamento Econômico da Fundação João Pinheiro.

Na quarta-feira, 23, a CONIDE terá início às 14 horas, com o painel “Smartcities e as parcerias público-privadas”, com a participação do vice-presidente do Instituto Smart City Business América, Felipe Fulgêncio, e do subsecretário de Tecnologia da Informação da Secretaria Municipal de Finanças, Tecnologia da Informação e Controle Interno da Prefeitura de Manaus (AM), Eudo de Lima Assis. Às 15h45, as sessões paralelas serão intermediadas por Paulo do Carmo Martins, chefe-geral da Embrapa Gado de Leite (Agronegócio); Jovino Campos, fundador e CEO do Grupo Bahamas (Comércio); Carlos Gadelha, doutor em Economia (Indústria); Guilherme Bastos, diretor da Cedimagem (Serviços); e Patrícia Moreira, consultora da Confederação Nacional da Indústria – CNI (Turismo).

Inovação e Desenvolvimento na Zona da Mata Mineira” será tema de painel com a participação de Fernando Salgueiro Perobelli, economista e professor-associado da UFJF, e Rubens Amaral, gerente de Planejamento do Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG), às 19h15. Logo após, o painel “Startups e tecnologia” terá a presença de Felipe Mariani de Paula, analista e desenvolvedor de projetos de investimento em startups de base tecnológica na Fundep Participações (Fundepar MG), de Gian Meneses, empreendedor responsável pela tecnologia e desenvolvimento das plataformas de operação do “Qranio” e de Silvana Braga, diretora geral do SEED – Startups and Entrepreneurship Ecosystem Development e do SIMI – Sistema Mineiro de Inovação, ambos programas do Governo de Minas que tem o objetivo de transformar Minas Gerais no maior polo de empreendedorismo e inovação da América Latina.

Realizada pelo GDI Mata, por meio do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), Instituto Federal Sudeste de Minas Gerais (IF Sudeste), Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), a Conide tem o patrocínio da Prefeitura de Juiz de Fora (PJF), BDMG, Lanetwork Serviços de Rede e Informática, Fundação de Apoio e Desenvolvimento ao Ensino, Pesquisa e Extensão (Fadepe), Secretaria de Estado Extraordinária de Desenvolvimento Integrado e Fóruns Regionais – SEEDIF, Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Ensino Superior – SEDECTES, Caixa Econômica Federal e Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Codemig). Apoio: Agência de Desenvolvimento de Juiz de Fora e Região (ADJFR), Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR), CIMO Engenharia e Soluções Ambientais. Promoção: Rádio Itatiaia e TV Integração e produção-executiva Partner Produções.

A CONIDE é voltada para prefeituras e secretarias; gestores municipais, estaduais e federais; empresários, engenheiros, arquitetos, urbanistas, advogados, consultores, planejadores e pensadores de organizações comprometidas com o desenvolvimento e inovação; fundos de investimentos, banco financiadores e organismos de fomento; investidores; entidades de classe e universidades públicas e privadas.

Sobre o GDI Mata

Criado em 2016, com a proposta de conectar e direcionar um trabalho cada vez mais colaborativo entre universidades, instituições de pesquisa e empresas no âmbito regional, o Grupo de Trabalho Desenvolvimento e Inovação na Mata Mineira (GDI Mata), é uma união de diversas entidades, instituições, associações e organizações representativas em uma rede, com o objetivo de estabelecer um novo horizonte na evolução econômica e social para Juiz de Fora e região da Zona da Mata Mineira.

Serviço:

CONFERÊNCIA DE INOVAÇÃO E DESENVOLVIMENTO PARA A ZONA DA MATA MINEIRA (CONIDE)

DATA: 22 e 23 de agosto de 2017

LOCAL: Gran Victory Hotel (Antigo Independência Trade Hotel)

Av. Itamar Franco, 3.800, Cascatinha, Juiz de Fora, MG

INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES:

www.conide.com.br

facebook.com/conidezm

Telefones: (32) 3082-8900 / 99982-7375

Confira as oportunidades de captação de recursos não-reembolsáveis

Muitas oportunidades de captação de recurso estão com prazo de submissão aberto. Se você ou sua empresa se encaixam nos pré-requisitos previstos nos editais, essa é sua chance! Confira abaixo as oportunidades e se atente para as datas:

 

Edital App para Cultura

O edital tem por objeto o apoio ao desenvolvimento de 40 aplicativos ou jogos eletrônicos inéditos e originais, voltados para a disponibilização de serviço cultural.
Público-alvo
O edital é aberto a todas as pessoas brasileiras, natas ou naturalizadas, maiores de 18 anos, que sejam pessoas físicas – autoras ou desenvolvedoras do aplicativo.
Linhas temáticas
  •         Audiovisual: 20 (vinte) aplicativos voltados para o audiovisual (como data base, jogo de perguntas, visualização de filmes, edição de vídeos, rankings de filmes/séries, programação de salas de cinema etc.);
  •         Cultural Livre: 20 (vinte) aplicativos com temática cultural livre
Prazo para envio de propostas até:
21/08/2017
Apresentação de propostas
Tipo de apoio
  •         R$ 20.000,00 (vinte mil reais) por projeto.

 

Chamada pública conjunta para projetos de cooperação ICT-empresa, Finep e CDTI, da Espanha

Público Alvo:
Instituição Científica, Tecnológica e de Inovação (ICT), ou Fundação de Apoio a uma ICT.
Objetivo:
Apoiar, por meio de financiamento não reembolsável às ICTs brasileiras pela FINEP e financiamento a empresas espanholas pelo CDTI, projetos elaborados em cooperação entre ICTs e empresas brasileiras e empresas espanholas, cujos objetivos estejam em consonância com as linhas temáticas apresentadas no item 3 desta Chamada Pública Conjunta.
Linhas Temáticas*:
Pesquisa estratégica e o desenvolvimento de parcerias para inovação em Tecnologias da Informação e Comunicação, Meio Ambiente e Eficiência Energética.
Valor Máximo por projeto
R$ 2.000.000,00
Prazo para envio de propostas:
24/08/2017
Link:
http://www.finep.gov.br/chamadas-publicas/chamadapublica/602

 

KR Foundation

Público Alvo:
Organizações que abordem as temáticas de degradação ambiental e mudanças climáticas.
Objetivo:
Financiar projetos que abordem as temáticas de degradação ambiental e mudanças climáticas.
Linhas Temáticas*:
Duas linhas programáticas: comportamento sustentável e finanças sustentáveis.
Valor Máximo por projeto:
Projeto de 500 mil até 5 milhões de coras dinamarquesas (na cotação atual 222 mil a 226 milhões de reais).
Prazo para envio de propostas:
04/09/2017
O processo consiste em duas fases, sendo a primeira o envio de uma carta de intenções (Letter of Inquiry ou LOI) por meio da plataforma Fluxx, própria da Fundação.
Na segunda fase, os responsáveis pelos projetos previamente selecionados serão convidados a apresentar uma proposta completa e detalhada.
Todos os documentos devem estar na língua inglesa e a Fundação só aceitará as LOIs mandadas até duas semanas antes do prazo final.
Link:
http://krfnd.org/apply-for-funding/

 

Lei Estadual de Incentivo à Cultura de Minas Gerais – EDITAL LEIC 2017

Público Alvo:
Empreendedores Culturais, pessoa física ou jurídica.
Objetivo:
Viabilizar a realização de projetos culturais por meio de recursos da Lei Estadual de Incentivo à Cultura, via renúncia fiscal atrelada ao Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS).
Linhas Temáticas*:
  •         Artes cênicas;
  •         Audiovisual;
  •         Artes visuais;
  •         Música, Literatura, obras informativas, obras de referência e revistas;
  •         Preservação e restauração do patrimônio material, inclusive o arquitetônico, o paisagístico, o arqueológico e do patrimônio imaterial.
Valor Máximo por projeto
Entre R$ 200.000,00 e R$ 900.000,00, respeitando as categorias de projetos culturais mencionadas no Edital.
Prazo para envio de propostas:
30/09/2017
Link:
http://www.cultura.mg.gov.br/component/gmg/story/4127-fernando-pimentel-lancaedital-da-lei-estadual-de-incentivo-a-cultura
http://www.cultura.mg.gov.br/images/documentos/Edital%20Lei%20Estadual%20de%20Incentivo%20%C3%A0%20Cultura%202017.pdf

 

14º Prêmio de Inovação em Turismo

Público Alvo:
  1. Política Pública e Governança
  2. Empresas
  3. Organizações não governamentais
  4. Pesquisa e tecnologia
Objetivo:
A Organização Mundial do Turismo está recebendo inscrições para a décima-quarta edição do Prêmio de Inovação em Turismo
Linhas Temáticas*:
  1. a)       Prêmio UNWTO para inovação em políticas públicas e governança:
Uma iniciativa é altamente inovadora e gerida por uma instituição pública ou pública-privada que reflete melhorias tangíveis e sustentáveis em políticas, processos e governança. Modelo inclusivo de governança turística que envolva diversas partes interessadas do turismo.
  1. b)      Prêmio UNWTO para inovação nas empresas:
Uma iniciativa apresentada por uma empresa ativa que opera projetos ou oferece produtos ou serviços inovadores no campo do turismo. Esta inovação pode ser demonstrada através de aplicações amigas do meio ambiente, engajamento de responsabilidade corporativa social e outras contribuições inovadoras.
  1. c)       Prêmio UNWTO para inovação em organizações não governamentais:
Uma iniciativa gerida por uma organização não-governamental com um claro escopo sem fins lucrativos usando ações de base, parceria, governança e / ou da sociedade civil como fatores-chave para suas conquistas. A iniciativa deve ser original e inspiradora, destacando o turismo como uma ferramenta estratégica para o desenvolvimento equilibrado e sustentável em aspectos econômicos, sociais e / ou ambientais.
  1. d)      Prêmio OMT da Inovação em Pesquisa e Tecnologia:
O Prêmio distingue um pioneiro visionário cuja iniciativa ajudou o setor privado, uma comunidade, um destino ou um país a maximizar as oportunidades relacionadas ao uso da tecnologia para avançar no desenvolvimento do turismo sustentável. O projeto de pesquisa ou iniciativa de inovação tecnológica deve ser altamente inspirador e evidenciar sua eficácia com aplicações práticas e um impacto mensurável no setor de turismo.
Valor Máximo por projeto:
Os prêmios serão um troféu ou uma medalha, acompanhado de um certificado. Não serão oferecidas recompensas econômicos.
Prazo para envio de propostas:
30/09/2017 – A candidatura ao prêmio deve ser submetida em Inglês.
Link:
http://know.unwto.org/14th-unwto-awards-apply

Pesquisadores têm até o próximo dia 7 para inscrever trabalhos sobre a Zona da Mata mineira na 1ª Conide

Os interessados em submeter trabalhos para a 1ª edição da Conferência de Inovação e Desenvolvimento para a Zona da Mata Mineira (Conide) têm uma nova chance de fazê-lo: a Comissão Científica do evento estendeu o prazo de inscrição até o dia 7 de agosto. Serão selecionadas até 100 pesquisas, que serão afixadas conforme programação do evento, que ocorre nos dias 22 e 23 de agosto, no Hotel Gran Victory (antigo Independência Trade Hotel).

De acordo com a diretora do Núcleo de Inovação e Transferência de Tecnologia (Nittec) do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sudeste de Minas Gerais (IF Sudeste MG) e representante da Comissão Científica da Conide, Flávia Ruback, ao expor os trabalhos, os pesquisadores podem compartilhar seus estudos sobre inovação e desenvolvimento econômico e social, promovendo o debate sob a ótica da realidade regional.

“Esse contato pode favorecer o desenvolvimento socioeconômico regional, pois acreditamos na importância de fomentar um trabalho colaborativo entre universidades, instituições de pesquisa e empresas do ecossistema regional. Essa perspectiva vai ao encontro da proposta do Grupo de Trabalho, Desenvolvimento e Inovação na Mata Mineira (GDI-Mata), qual seja, diversas entidades atuando em rede de forma a estabelecer um novo horizonte para a região”, pontua ela. Os trabalhos podem versar sobre atividades visando o desenvolvimento e inovação em todas as áreas de conhecimento, conforme as seguintes subáreas:

 

– Desenvolvimento: indicadores econômicos, arranjos produtivos locais, atividades econômicas relacionadas ao agronegócio, indústria, serviço, comércio e turismo, desenvolvimento tecnológico, desenvolvimento regional;

– Inovação: inovações tecnológicas em produtos ou processos, inovações em serviços, marketing, modelos de negócio relacionados ao agronegócio, indústria, serviço, comércio e turismo.

 

As propostas devem ser encaminhadas em formato de arquivo PDF para o e-mail poster@conide.com.br. O resultado da avaliação será divulgado no dia 8 de agosto.

 

O evento

A Conide é uma realização GDI-Mata, iniciativa coordenada pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa Gado de Leite), IF Sudeste MG, Prefeitura de Juiz de Fora (PJF), Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de Minas Gerais (Sebrae MG) e Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF, e que visa convergir, num mesmo espaço, diversas visões sobre desenvolvimento econômico e social, promovendo o debate sobre essas perspectivas e sua aplicação na realidade regional.

Idealizada como um ambiente ideal para troca de conhecimentos e experiências, a Conide pretende estimular o contato entre diferentes atores de um mesmo mercado, estimulando a prospecção de clientes, a concretização de parcerias e realização de negócios. Para isso, a conferência pretende facilitar a interface entre órgãos públicos; entidades de fomento; associações de classe; organizações representativas; instituições de ensino, pesquisa e extensão; e o empresariado regional, possibilitando que essas interações se convertam em projetos que beneficiem todos os envolvidos no sistema econômico da região.

A programação completa da Conide – que pode ser conferida neste link – conta com palestras de empreendedores e acadêmicos de destaque no cenário nacional, além de sessões de Grupos de Trabalho com temáticas, como agronegócio, comércio, indústria, serviços e turismo. A palestra de abertura, às 20h do dia 22, será ministrada por Paulo Roberto Haddad, que foi Ministro da Fazenda do Brasil, durante a presidência de Itamar Franco.

 

Outras informações: (32) 2102-3435 – Ramal 206 (Núcleo de Comunicação do GDI-Mata)

Conferência de Inovação e Desenvolvimento para a Zona da Mata Mineira (Conide)

Grupo de Trabalho Desenvolvimento e Inovação na Mata Mineira (GDI Mata)

Prorrogado o prazo de submissão de trabalhos na Conferência de Inovação e Desenvolvimento para a Zona da Mata Mineira (Conide)

A Conferência de Inovação e Desenvolvimento para a Zona da Mata Mineira (Conide), prorrogou o período de inscrições para a submissão de trabalhos científicos, que devem ser enviados até o dia 20 de Julho. Organizado pelo Grupo de Trabalho, Desenvolvimento e Inovação na Mata Mineira (GDI Mata), a iniciativa pretende convergir, num mesmo espaço, diversas visões sobre desenvolvimento econômico e social, promovendo o debate sobre essas perspectivas e sua aplicação na realidade regional.

 

Lembrando que os trabalhos científicos, em formato pôster, devem se enquadrar dentro de um dos seguintes temas:

  •         Desenvolvimento: indicadores econômicos, arranjos produtivos locais, atividades econômicas relacionadas ao agronegócio, indústria, serviço, comércio e turismo, desenvolvimento tecnológico, desenvolvimento regional.
  •         Inovação: inovações tecnológicas em produtos ou processos, inovações em serviços, marketing, modelos de negócio relacionados ao agronegócio, indústria, serviço, comércio e turismo.

A proposta deve ser enviada em formato PDF para o e-mail poster@conide.com.br. Serão selecionados até 100 trabalhos e o resultado final será divulgado em 1º de agosto.

Datas importantes:

Submissão de trabalhos: Até 20 de julho de 2017.

Resultado da avaliação: 1º de agosto de 2017.

Apresentação do pôster: 22 e 23 de agosto de 2017

Consulte o regulamento e inscrições no site: www.conide.com.br

 

 

Macaúba é tema de seminário sobre desenvolvimento sustentável regional

A Prefeitura de Juiz de Fora (PJF) realizará na sexta-feira, 14, o seminário “Desenvolvimento Sustentável na Zona da Mata, Vertentes e Sul de Minas: Ações de Recuperação de Áreas Degradadas e Integração do Agronegócio Regional na BioEconomia – O Projeto Macaúba”. O evento faz parte das atividades do protocolo de intenções assinado entre os municípios da região da Zona da Mata, Sul e Vertentes de Minas Gerais, com o objetivo de viabilizar a implantação do projeto de recuperação de áreas degradadas, utilizando, entre outras espécies nativas, a macaúba, como forma de promoção do desenvolvimento sustentável regional. O evento acontecerá a partir das 9 horas, na Escola de Governo (Rua Maria Perpétua, 72, 3º andar, Bairro Ladeira).

Além de garantir o alinhamento técnico sobre o projeto com representantes das prefeituras da região, no seminário será proposta a elaboração de um plano de trabalho destinado à implantação da lei do pagamento por serviços ambientais nos municípios signatários do protocolo de intenções e a elaboração dos planos regionais de Regularização Ambiental (PRA) e de Recuperação de Áreas Degradadas (Prad), instrumentos fundamentais para habilitar a região a receber aportes de fundos nacionais e internacionais, público e privados, que financiam projetos que têm em seu escopo a recuperação e preservação ambiental.

O evento contará com palestrantes da Prefeitura de Juiz de Fora (PJF), das secretarias Especial da Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário (Casa Civil), de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa) e de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad), da Petrobras e das universidades federais de Juiz de Fora e Viçosa, entre outros. Confira a programação completa no anexo.

Sobre o projeto

Em abril, workshop realizado pela PJF, em parceria com as empresas Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa Gado de Leite) e de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater MG), reuniu produtores rurais, profissionais das áreas agrícolas, biológicas, bioquímica e ambientais, lideranças políticas e estudantes para discutirem aspectos produtivos, ambientais e mercadológicos da macaúba, voltados para a região da Zona da Mata. Durante o evento foram apresentadas informações, pesquisas e experiências de sucesso relacionadas ao fruto, do cultivo à indústria.

Em junho, prefeituras da região assumiram apoio ao projeto, com a assinatura do protocolo de intenções, no Parque Natural Municipal da Lajinha. O projeto de implantação do centro regional de produção de macaúba e o desenvolvimento de sua cadeia produtiva na região surgiu a partir da “Agenda de Desenvolvimento da Zona da Mata”, instituída em 2011, formada por lideranças empresariais, políticas e sociedade civil, como forma de intensificar o desenvolvimento socioeconômico da região.

Em 2013, a PJF ratificou seu compromisso institucional com a Agenda e com o desenvolvimento regional, criando em sua estrutura a coordenação de projetos e elencando propostas estratégicas que favoreçam o desenvolvimento da região, como é o caso do projeto da macaúba, cuja implantação garantirá, ao mesmo tempo, a recuperação e preservação do bioma, a melhoria da qualidade, o aumento do volume da geração hídrica dos mananciais, a dinamização das atividades econômicas e o aumento da geração de empregos e distribuição de renda na Zona da Mata Mineira.

 

Este material foi produzido pelo Portal de Notícias da PJF e reproduzido pelo Núcleo de Comunicação do GDI-Mata.

Conferência sobre Inovação e Desenvolvimento na Zona da Mata abre inscrições para submissão de trabalhos científicos

Visando contemplar ideias que se relacionem com inovação e desenvolvimento, a Conferência de Inovação e Desenvolvimento para a Zona da Mata Mineira (Conide), abre o período de inscrições para a submissão de trabalhos científicos. Organizado pelo Grupo de Trabalho, Desenvolvimento e Inovação na Mata Mineira (GDI Mata), a iniciativa tem o objetivo de difundir conhecimentos e conectar ideias e pessoas à oportunidades de negócio e colaboração.

Os trabalhos, em formato pôster, devem se enquadrar dentro de um dos seguintes temas:

  •         Desenvolvimento: indicadores econômicos, arranjos produtivos locais, atividades econômicas relacionadas ao agronegócio, indústria, serviço, comércio e turismo, desenvolvimento tecnológico, desenvolvimento regional.
  •         Inovação: inovações tecnológicas em produtos ou processos, inovações em serviços, marketing, modelos de negócio relacionados ao agronegócio, indústria, serviço, comércio e turismo.

A proposta deve ser enviada em formato PDF para o e-mail poster@conide.com.br. até o dia 10 de julho. Serão selecionados até 100 trabalhos e o resultado final será divulgado em 1º de agosto.

Datas importantes:

Submissão de trabalhos: 5 de junho a 10 de julho de 2017.

Resultado da avaliação: 1º de agosto de 2017.

Apresentação do pôster: 22 e 23 de agosto de 2017

Consulte o regulamento e inscrições no site: www.conide.com.br

Para o diretor de Inovação da Universidade Federal de Juiz de Fora e representante da UFJF no GDI Mata, Ignacio Godinho Delgado, o propósito da conferência é intensificar a sensibilização dos agentes públicos e privados que estão associados à inovação para uma colaboração mais intensa e permanente. “É uma oportunidade para a Universidade e as instituições parceiras apresentarem suas expertises e, ao mesmo tempo, para os agentes econômicos da cidade identificarem nesses conhecimentos, o atendimento de suas demandas”.

O Conide acontecerá nos dias 22 e 23 de agosto, no Gran Victory Hotel em Juiz de Fora, e contará com palestras, painéis e sessões de discussão com a participação de pesquisadores e profissionais atuantes em diversas áreas, como agronegócio, turismo, comércio, indústria e serviços. Toda a programação já está disponível e pode ser acessada aqui.

Sobre o GDI

As ações do GDI Mata são definidas em reuniões mensais das entidades que o constituem e das atividades dos Grupos Temáticos, sob supervisão da Coordenação Geral, composta pela Embrapa, IF Sudeste MG, Prefeitura de Juiz de Fora, Sebrae e UFJF, que se reúne semanalmente. O grupo também conta em sua operação com colaboradores lotados nos setores de Comunicação e Marketing e Tecnologia da Informação do Critt/UFJF.

Mais informações: 2102-3435 (Secretaria da Diretoria de Inovação)

Workshop de Captação de Recursos reúne mais de 30 representantes de órgãos e entidades da região

No último dia 11, o Sebrae Minas promoveu o Workshop de Captação de Recursos, com apoio do Grupo de Trabalho Desenvolvimento e Inovação na Mata Mineira (GDI-Mata). A ação teve como objetivos instrumentalizar os participantes com noções básicas na construção de projetos focados na captação de recursos e estimular a permanente busca de informações a respeito de fontes de recursos, que possam contribuir para promover o desenvolvimento da região.

Reuniram-se na sede do Sebrae Minas, em Juiz de Fora, 31 representantes de entidades que compõem o GDI-Mata, tais como o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sudeste de Minas Gerais (IF Sudeste MG); o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac); a Prefeitura de Juiz de Fora (PJF), inclusive com colaboradores da Fundação Cultural Alfredo Ferreira Lage (Funalfa); o Juiz de Fora e Região Convention & Visitors Bureau; e a Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), também com colaboradores do Centro Regional de Inovação e Transferência de Tecnologia (Critt).

Durante a capacitação, foram abordados conteúdos como: contexto da captação de recursos no Brasil; conceitos e aplicações sobre captação de recursos; interpretação, leitura de editais e noções básicas sobre a construção de projetos focados na captação de recursos; Sistema de Gestão de Convênios e Contratos de Repasse (Siconv); e captação de recursos para promoção do desenvolvimento da região.

Para a gerente do Departamento de Trabalho, Emprego e Renda da PJF, Leila Cristina Abrahão, a capacitação foi uma oportunidade de integração dos diversos agentes da economia local, como poder público, setor produtivo e instituições de ensino e pesquisa, que potencializa a mobilização de recursos e a construção de ações conjuntas para o desenvolvimento de Juiz de Fora e região. “Foi possível ampliar a possibilidade de um novo olhar, direcionado para o que já existe, como fonte de recursos e para as oportunidades, a partir do compartilhamento de conhecimento e objetivos de cada setor, visando melhores e maiores resultados para o ecossistema empreendedor”.

O workshop foi ministrado por Nilson Borges, consultor credenciado do Sebrae Minas nas áreas de desenvolvimento territorial, legislação aplicada às micro e pequenas empresas e agronegócio. Nilson é instrutor em treinamentos, palestras, seminários e workshops nas diversas áreas administrativas para empresas de direito público e privado. Autor da metodologia Veoma (baseada em processos de qualidade e excelência administrativa), foi coordenador do Comitê Temático de Acesso a Mercados no Fórum Permanente Mineiro das Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Fopemimpe) estadual.

 

Este material foi produzido pelo Sebrae Minas e reproduzido com contribuições do Núcleo de Comunicação do GDI-Mata.

Cidades da Zona da Mata recebem Semana do Microempreendedor Individual em maio

Na primeira quinzena de maio, o Sebrae Minas realiza a Semana do MEI em nove cidades da regional Zona da Mata e Vertentes. A ação tem como objetivo proporcionar atendimentos e capacitações ao microempreendedores individuais da região. As atividades gratuitas incluem oficinas, palestras, atendimentos sobre gestão financeira, orientações sobre direitos e obrigações que o MEI possui (legislação, pagamento do DAS, realização da Declaração Anual de Faturamento, etc.), além de formalização para quem deseja se tornar MEI.

As atividades ocorrem em Juiz de Fora (9 a 12/05), Carandaí (8 e 9/05), São João del-Rei (08 a 12/05), Muriaé (9 e 10/05), Cataguases (8 a 11/05), Ubá (8 e 9/05),Ponte Nova (8 a 10/05), Manhuaçu (9 a 11/05) e Viçosa (8 a 10/05).

 

MEI em Minas

O Brasil já soma cerca de 7 milhões de Microempreendedores Individuais (MEI). Minas Gerais continua sendo o terceiro estado com maior número de formalizações, 770 mil até março de 2017. Dessas formalizações, aproximadamente 47% foram feitas por mulheres e 21% dos que viraram MEI eram empreendedores com mais de 51 anos. Além disso, dos formalizados no estado, 1.135 eram estrangeiros, sendo o maior número de portugueses, chineses e argentinos.

A região da Zona da Mata e Vertentes representa uma parcela representativa deste total e alcança o 2º lugar na lista de Minas Gerais, com mais de 92 mil MEIs ou 12,05% do total do estado. A região Centro é a que registra o maior número, com 288.771 de MEIs cadastrados. Em relação aos municípios, Juiz de Fora alcança o 4º lugar no estado e o 1º na região, com um total de 22.432 MEIs formalizados. Em seguida aparecem Barbacena  (4.236), Muriaé (3.868) e São Joao del-Rei (3.312) em 2º, 3º e 4º lugares na lista da região.

 

Programação Juiz de Fora

Local: Sebrae Minas (Rua Olegário Maciel, 436 – Santa Helena)

Inscrições e informações: (32) 3257-4708 / 4709 / 4712 / 0800 570 0800

 

09/05

14h às 16h: Palestra Melhore suas vendas com criatividade – foco para a feira de artesanato

14h às 16h: Lançamento do Projeto Adotando um MEI pelas empresas juniores de Juiz de Fora

16h às 18h: Palestra Como fazer a Declaração do MEI (DASN) e realização da declaração para os participantes

16h às 18h: Palestra Como emitir a nota fiscal de produtos (passo a passo)

16h às 17h30: Consultoria individual em marketing

18h30 às 20h30: Palestra Linhas de crédito do Banco do Brasil

18h30 às 20h30: Palestra Internet e suas oportunidades de negócio

 

10/05

9h às 10h30: Palestra Como fazer a Declaração do MEI (DASN) e realização da declaração para os participantes

9h às 10h30: Palestra Linhas de crédito da Caixa Econômica Federal

10h30 às 12h: Palestra Exigência da Vigilância Sanitária para o setor de alimentação

10h30 às 12h: Palestra INSS para o MEI

14h às 16h: Palestra Linhas de crédito do Banco Bradesco

14h às 16h: Palestra Qualidade no atendimento ao cliente (fazendo a diferença)

16h às 17h30: Consultoria individual em marketing

16h às 18h: Palestra Como fazer a Declaração do MEI (DASN) e realização da declaração para os participantes

16h às 18h: Palestra Como emitir a nota fiscal de serviços (passo a passo)

18h30 às 20h30: Palestra Estratégia para encantar e reter clientes

18h30 às 20h30: Palestra Facebook para pequenos negócios

 

11/05

9h às 10h30: Palestra Como fazer a Declaração do MEI (DASN) e realização da declaração para os participantes

9h às 10h30: Palestra Linhas de crédito do Banco SICOOB

10h30 às 12h: Palestra Como contratar um funcionário (passo a passo)

10h30 às 12h: Palestra Facebook para pequenos negócios

14h às 16h: Palestra Linhas de crédito do Banco Itaú

14h às 16h: Palestra Internet e suas oportunidades de negócio

16h às 17h30: Consultoria individual em marketing

16h às 18h: Palestra Como fazer a Declaração do MEI (DASN) e realização da declaração para os participantes

16h às 18h: Palestra INSS para o MEI

18h30 às 20h30: Palestra Soluções dos Correios para sua empresa

18h30 às 20h30: Palestra Qualidade no atendimento ao cliente (fazendo a diferença)

 

12/05

9h às 10h30: Palestra Como fazer a Declaração do MEI (DASN) e realização da declaração para os participantes

9h às 10h30: Palestra Linhas de crédito do Banco Santander

10h30 às 12h: Palestra Inovação e tecnologia (Como o Sebrae pode ajudar, por meio do Sebraetec)

10h30 às 12h: Palestra Internet e suas oportunidades de negócio

14h às 16h: Palestra Como fazer a Declaração do MEI (DASN) e realização da declaração para os participantes

14h às 16h: Palestra Melhore suas vendas com criatividade (fazendo a diferença)

16h às 18h: Palestra Administre sua empresa para ser mais competitiva

16h às 18h: Oficina Como ser MEI na prática (com a formalização dos participantes aptos)

Este material foi produzido pela Agência Sebrae de Notícias e reproduzido com contribuições do Núcleo de Comunicação do GDI-Mata.