Sebrae Minas promove capacitações para MPE

Em agosto, o Sebrae Minas preparou uma agenda especial de capacitações voltadas para as micro e pequenas empresas (MPE) de Juiz de Fora. São dois cursos, uma oficina e um seminário. Já para o microempreendedores individuais (MEI), o Sebrae realiza, todas as segundas-feiras, a oficina Como ser MEI na prática, das 14h às 17h.

As inscrições para todas as atividades devem ser feitas pelo telefone 0800 570 0800, no www.sebraemg.com.br ou pessoalmente, no ponto de atendimento do Sebrae Minas, em Juiz de Fora. Informações pelo telefone (32)3257-4712.

Programação MPE

Seminário Food Service

06/08|19h às 22h|Gratuito

Oficina Como elaborar a divulgação da sua empresa

08/08|18h30 às 22h30| R$30,00

Curso: Líder coach (32 horas divididas em 2 workshops + 4 horas de consultoria)

20 e 21/08 – 10 e 11/09|8h às 18h|R$700,00

Curso: Como obter melhores resultados com vendas – (16 horas de curso + 3 horas de consultoria)

27 a 30/08|18h30 às 22h30|R$570,00

Ponto de Atendimento do Sebrae Minas em Juiz de Fora

Av. Olegário Maciel 436 – Santa Helena

Horário de atendimento: de segunda a sexta, de 8h30 às 17h30

(32) 3257-4712 / 0800 570 0800

Juiz de Fora recebe Exchange Sebrae e Hackathon JF Inteligente

Eventos voltados para estudantes e profissionais nos segmentos da tecnologia da informação, business e design quer auxiliar no desenvolvimento do ecossistema de inovação do município

 

 

No dia 8 de junho, o Sebrae Minas promove mais uma edição do Exchange Sebrae, evento gratuito que tem o objetivo de estimular a criação de negócios inovadores, apresentar soluções e tendências do mercado e oferecer capacitações para quem quer empreender nos segmentos de tecnologia, inovação e startup.

A iniciativa tem como proposta transformar ideias em negócios de sucesso, propiciar interação e capacitação, fomentar a cultura empreendedora, fortalecer os pequenos negócios e estimular a criação de negócios inovadores.

Durante o evento, serão três salas de aprendizado e discussão: Educação do FuturoNegócios 4.0 e Smart City. Os participantes que se inscreverem na sala Smart City poderão integrar as atividades do Hackathon JF Inteligente, maratona de desenvolvimento que ocorre nos dias 9 e 10 de junho e que tem o propósito de atender aos desafios enfrentados pela sociedade local.

 

O Hackathon é organizado pelo Sebrae Minas, em parceria com o Grupo de Desenvolvimento e Inovação na Mata Mineira e Vertentes (GDI Mata), a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Ensino Superior do estado de Minas Gerais (Sedectes), a Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sudeste de Minas Gerais (IF Sudeste MG) e a Fundação de Apoio e Desenvolvimento ao Ensino, Pesquisa e Extensão (Fadepe), com o apoia da Prefeitura Municipal de Juiz de Fora (PJF).

No Hackathon JF Inteligente, estudantes e profissionais nos segmentos da tecnologia da informação, business e design se juntarão em equipes, com o objetivo de desenvolverem aplicativos que atendam às demandas urgentes da cidade, dentro de seis eixos que serão divulgados no dia do evento. Através de uma pesquisa prévia com a PJF, os eixos foram levantados e elencados para o evento, através de votação do comitê organizador da maratona.

O objetivo da maratona é desenvolver propostas relacionadas ao conceito de cidades inteligentes (smart cities), ou seja, promover a melhoria da infraestrutura urbana e tornar a cidade mais eficiente e melhor de se viver, por meio do uso da tecnologia da informação e comunicações (TICs).

 

Segundo a analista do Sebrae Minas, Camila Villela, o objetivo dos eventos é desenvolver o sistema empreendedor na cidade, dentro da área de tecnologia. “O Sebrae tem um projeto de inovação, cujo objetivo é auxiliar no desenvolvimento do ecossistema de inovação do município. Durante o Hackathon, lançaremos o desafio para que os participantes consigam resolver alguns dos problemas encontrados na cidade”.

 

 

Programação Exchange Sebrae

13h30: Credenciamento

 

Sala 1: Educação do Futuro

14h às 15h: Inovação nos processos de educação

15h às 16h: Como integrar criatividade e tecnologia na educação

16h às16h30: Intervalo

16h30 às 17h30: Educação empreendedora no ensino fundamental e médio

17h30 às 18h30: Google for education

 

Sala 2: Negócios 4.0

14h às 15h: Tecnologia Disruptiva – realidade virtual, internet das coisas e robótica

15h às 16h: Estratégias de marketing e vendas

16h às16h30: Intervalo

16h30 às 17h30: Tendências de consumo e comportamento do consumidor

17h30 às 18h30: Growth Hacking, validação e experiência

 

Sala 3: Smart City – Cidade Inteligente

14h às 15h: Startups e Empreendedorismo de Impacto – Negócios Inovadores

15h às 16h: Economia Colaborativa

16h às16h30: Intervalo

16h30 às 17h30: Inovação como motor do desenvolvimento econômico

17h30 às 18h30: Cidades Sustentáveis

 

Exchange Sebrae – Smart City

Data: 8 de junho de 2018

Local: Centro de Ciências da UFJF (Rua José Lourenço Kelmer, s/n, Praça Cívica, São Pedro)

Informações: (32) 3257-4719

Inscrições: https://www.sympla.com.br/sebrae-exchange–hackathon—jf-inteligente__290853

 

Hackathon JF Inteligente

Data: 9 e 10 de junho de 2018

Local: Centro de Ciências da UFJF (Rua José Lourenço Kelmer, s/n, Praça Cívica, São Pedro)

Informações: (32) 3257-4719

Inscrições: https://www.sympla.com.br/sebrae-exchange–hackathon—jf-inteligente__290853

Inscrições abertas para o Bootcamp Juiz de Fora

Capacitação do Sebrae Minas propõe novas ferramentas e técnicas para criar negócios de sucesso

 

Entre os dias 6 a 8 de abril, o Sebrae Minas realiza, em Juiz de Fora, o curso Bootcamp Empreendedorismo em Açãoprograma de imersão com ênfase na prática de mercado e voltado para quem quer começar um negócio e para empresários que desejam desenvolver sua capacidade empreendedora. As inscrições devem ser feitas até o dia 5 de abril no ponto de atendimento do Sebrae ou pelo 0800 570 0800. As vagas são limitadas.

A capacitação é composta por aulas práticas e vivenciais e contribui para que o cliente possa desbravar o universo do empreendedorismo. Durante 24 horas, distribuídas em três dias consecutivos, o Bootcamp vai apresentar conceitos e ferramentas que permitem aos participantes desenvolver suas ideias e projetos, da criação até a execução, empreendendo de forma inteligente e segura. O foco principal do curso é oferecer ferramentas simples para empreender.

O curso é trabalhado em seis módulos:

  • Módulo 1 – Mindset Empreendedor: 4 horas
  • Módulo 2 – Cliente e Mercado: 4 horas
  • Módulo 3 – Problema e Solução: 4 horas
  • Módulo 4 – Prototipagem e Mínimo Produto Viável: 4 horas
  • Módulo 5 – Canais, Vendas e Modelos Financeiros: 4 horas
  • Módulo 6 – Lean Canvas, Storytelling e Pitch: 4 horas

O termo “bootcamp” surgiu nos acampamentos militares dos Estados Unidos, onde são realizadas atividades físicas de alta intensidade. No caso do bootcamp de empreendedorismo, a expressão se refere a um programa de imersão com ênfase na prática de mercado.

Serviço

Data: 6, 7 e 8 de abril de 2018

Local: Sebrae Minas (Av. Olegário Maciei 436, Santa Helena)

Investimento: R$ 200

Informações e inscrição: 0800 570 0800 / (32) 3257-4712

Este material foi produzido pela agência Sebrae de Notícias e reproduzido pelo núcleo de comunicação do GDI

Aceleração para negócios de impacto social

Cerca de 40% dos negócios de impacto socioambiental do Brasil têm menos de três anos de fundação, e 70% deles são formalizados. É o que mostra um estudo da Pipe Social, que ouviu, no ano passado, 579 empreendedores da área. Para apoiar as iniciativas dos empreendedores sociais que atuam em Minas Gerais, o Sebrae e o NAAÇÃO promovem o Programa de Aceleração para Negócios de Impacto Social. A inscrição é grátis e pode ser feita até 11 de março,  no site www.sympla.com.brInformações: 0800 570 0800, www.sebrae.com.br/minasgerais ou www.naacao.com.br.

O programa tem como objetivos incentivar e orientar o desenvolvimento de negócios e projetos inovadores de impacto social, que têm se mostrado uma alternativa para o desenvolvimento econômico sustentável.  Podem se inscrever empreendedores, com ou sem CNPJ, que desenvolvam ou tenham um projeto ou negócio economicamente viável, baseado em uma solução voltada para resolver um problema social ou ambiental nas comunidades.

Serão selecionadas nove equipes para o programa de aceleração, previsto para ser realizado entre abril e julho deste ano, em Belo Horizonte.  A participação dos selecionados será totalmente subsidiada pelo Sebrae Minas e o NAAÇÃO.

Durante o programa de aceleração, os empreendedores terão o acompanhamento de especialistas no desenvolvimento e aprimoramento do negócio ou projeto, por meio de consultorias, instrutorias, experiências e mentorias. Na fase final, participarão de bancas para a avaliação dos projetos e de encontros com agentes do mercado, entre investidores, empreendedores sociais e parceiros.

    Etapas do programa

  • Inscrições até 11 de março.
  • Seleção e avaliação das equipes: de 12 a 23 de março.
  • Divulgação dos selecionados: entre 28 e 30 de março.
  • Execução do programa de pré-aceleração: de 2 de abril a 30 de julho (previsão).

 

Características de um negócio de impacto social

  • Consegue gerar receita com a venda de produtos e serviços e ainda gerar impacto social e ambiental positivo.
  • Não é apenas o dono da empresa que ganha e manda, mas um grupo de pessoas de baixa renda é beneficiado.
  • A empresa ajuda a transformar a realidade de um local, fazendo toda a diferença na qualidade de vida das pessoas.
  • Os negócios sociais estão alinhados aos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM), estabelecidos pela ONU.

Principais áreas de atuação dos negócios sociais no Brasil *

  • Educação (38%)
  • Tecnologias verdes (23%)
  • Cidadania (12%)
  • Saúde (10%)
  • Finanças sociais (9%)
  • Cidades (8%)

*Fonte: 1º Mapa de Negócios de Impacto Social e Ambiental – Pipe Social, junho 2017.

 

Sobre o Sebrae

O Sebrae em Minas Gerais oferece orientação a quem deseja abrir, diversificar ou ampliar um empreendimento, além de desenvolver projetos e articular para a disseminação e criação de políticas públicas que favorecem o crescimento dos pequenos negócios.

 

Sobre o NAAÇÃO

Rede de transformação e inovação, idealizada para conhecer, incentivar e potencializar pessoas com atitudes inovadoras, criativas e empreendedoras que geram impacto positivo e transformam sua história e a das pessoas a sua volta.

Este material foi produzido pela Agência Sebrae de Notícias e reproduzido pelo núcleo de comunicação do GDI-Mata

Embrapa cria cursos de ensino à distância para pecuária de leite

A Embrapa Gado de Leite, uma das unidades da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, lançou a sua modalidade de ensino à distância (EAD). O E@D-Leite, como é chamado, já disponibiliza dois cursos realizados integralmente on lineSilagem de capim e Silagens de milho e sorgo. Um terceiro curso estará disponível a partir de primeiro de dezembro (Amostragem, coleta e transporte de leite).

Os cursos de silagens de capim e milho e sorgo têm carga horária de 30 e 40 horas, respectivamente. Ambos abordam os principais aspectos da produção de silagem como dimensionamento de silos, cálculo de produção da silagem, aditivos, avaliação e fornecimento do material ensilado etc. O curso de amostra, coleta e transporte de leite trata dos procedimentos necessários para garantir que a qualidade do leite obtida na propriedade chegue até a indústria.

A pesquisadora da Embrapa que coordena o E@D-Leite, Rosângela Zoccal, diz que os cursos são voltados principalmente para técnicos da extensão rural e produtores, mas que qualquer pessoa interessada na atividade pode participar. Segundo ela, o ensino à distância é uma realidade cada vez mais presente no meio rural. “A internet chegou ao campo e o produtor está cada vez mais conectado. Em Minas Gerais, por exemplo, 94% dos fazendeiros já possuem telefone celular”, diz Rosângela. Segundo a pesquisadora, a procura pelos cursos tem sido grande, mesmo sem que fosse feito qualquer trabalho de divulgação, além do site da instituição.

Outros três cursos devem estar disponíveis no próximo ano, um sobre qualidade do leite e dois relativos a melhoramento genético, abordando estruturação zootécnicas, raças leiteiras, técnicas de reprodução e escolha de reprodutores. Todos os cursos do E@D – Leite contam com pesquisadores da Embrapa entre os tutores, além de uma equipe de analistas para prestar suporte técnico. Cada curso fica no ar de 20 a 30 dias e as inscrições para novas turmas abrem cinco dias após o término.

Ao final do curso, desde que sejam cumpridas todas as etapas, o aluno recebe um certificado eletrônico. A taxa de inscrição para ter acesso às aulas é de R$ 29,00. Outras informações podem ser obtidas no site do E@D-Leite ou por e-mail nos endereços http://ead.cnpgl.embrapa.br  e cnpgl.ead@embrapa.br.< p/>

Rubens Neiva (MTb 5445 MG)
Embrapa Gado de Leite

Telefone: (32) 3322-7532

Mais informações sobre o tema
Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC)
www.embrapa.br/fale-conosco/sac/

 

Este material foi produzido pela Embrapa e reproduzido pelo Núcleo de Comunicação do GDI-Mata. 

Juiz de Fora recebe curso de aprendizagem vivencial para educadores

Nos dias 14 e 15 de julho e 04 e 05 de agosto, o Sebrae Minas promove o Curso de aprendizagem vivencial para educadores, que tem como objetivo capacitar professores na aplicação do Ciclo de Aprendizagem Vivencial (CAV), uma ferramenta de ensino que integra o programa de Educação Empreendedora do Sebrae. As atividades ocorrem na sede do Sebrae Minas, na Avenida Olegário Maciel, 436, Santa Helena, em Juiz de Fora, e as inscrições gratuitas devem ser feitas pelos telefones (32) 3257-4708 / 4709 ou 0800 570 0800.

O curso é voltado para educadores dos níveis de ensino fundamental, médio, técnico e superior. A intenção é levar aos professores ferramentas que os possibilite identificar oportunidades para a geração de um ambiente favorável à cultura empreendedora e ao desenvolvimento do ecossistema empreendedor na instituição de ensino. “Queremos compartilhar a metodologia com o educador para auxiliá-lo na prática educacional que privilegie a transmissão dinâmica desse conhecimento e a crítica de dados e informações, estimulando reflexões e a aplicação desses saberes.”, destaca a analista do Sebrae Minas, Daniela Mendonça. 

Dentre os conteúdos abordados no curso, encontram-se: atividades vivenciais e ciclo de aprendizagem vivencial; a importância das estratégias educacionais vivenciais na educação empreendedora; o uso de estratégias vivenciais em diversas situações de ensino; a postura de facilitador na ação do docente; o desenvolvimento de ambientes de aprendizagem que favoreçam a educação empreendedora; a reflexão sobre o desenvolvimento do ecossistema empreendedor; e a estruturação de estratégias educacionais vivenciais.

 

Sebrae realiza oficina “Gestão de Redes Sociais”

As ferramentas de marketing digital e mídias sociais facilitam bastante o relacionamento entre as marcas e seus consumidores. Mesmo sendo mais modernas, ainda assim, muitos empreendedores resistem à sua implantação nos negócios, dificultando, com isso, o diálogo com os clientes por meio de ferramentas online.

Pensando nisso, o Sebrae Minas desenvolveu uma capacitação que tem o objetivo de facilitar a interação entre marca e cliente. No dia 6 de julho, das 17h30 às 22h30 será promovida, pela primeira vez em Juiz de Fora, a oficina “Gestão de Redes Sociais”, que será ministrada pela analista e consultora em marketing do Sebrae Minas, Paula Bento. As inscrições devem ser feitas no ponto de atendimento do Sebrae, localizado na Av. Olegário Maciel, n° 436, Bairro Santa Helena, ou pelos telefones (32) 3257-4708 / 4709 e 0800 570 0800. As vagas são limitadas.

A oficina vai apresentar aos participantes as ferramentas de redes sociais que mais se aplicam ao relacionamento com os clientes, identificando-as e aplicando-as de acordo com cada tipo de negócio, tendo como foco o perfil dos clientes que pretendem dialogar no ambiente online.

Dentre os assuntos que serão abordados durante a atividade, destacam-se: o que o empresário deve saber sobre o Facebook, o Instagram, o WhatsApp e o Snapchat  e como deve ser feita a gestão de crise nas redes sociais.

“As plataformas digitais têm custos mais baixos que mídias tradicionais e audiências mais receptivas às mensagens divulgadas, facilitando o diálogo entre marcas e consumidores”, destaca Paula. Para ela, as empresas que possuem perfis e se relacionam com clientes nas redes sociais têm aberto um canal de comunicação e vendas capaz de atingir públicos direcionados, de acordo com o perfil dos produtos e serviços ofertados ao mercado.

A consultora destaca que as ferramentas têm auxiliado as empresas a captarem novos clientes, dialogarem com os atuais e se relacionarem com aqueles que já consumiram e pretendem consumir novamente. Ao promover uma experiência positiva, as marcas podem ser beneficiadas com a indicação de clientes, que compartilham em suas redes de contato a satisfação com determinado produto ou serviço. “Mobilizações como essa trazem avanços para os pequenos negócios, movimentando todo o mercado e impactando positivamente a economia local.”

 

Este material foi produzido pela Agência Sebrae de Notícias e reproduzido com contribuições do Núcleo de Comunicação do GDI-Mata.

Associação Comercial e Industrial e Prefeitura realizam a V Feira da Indústria e Comércio de Barbacena

De 23 a 27 de maio, a Associação Comercial e Industrial de Barbacena (Acib) e a Prefeitura Municipal realizam a V Feira da Indústria e Comércio de Barbacena (Feicob), na Praça dos Andradas, no centro de Barbacena. Durante o evento, o Sebrae Minas irá promover diversas ações gratuitas para os pequenos empreendedores da cidade e da região. A Feicob é voltada para a geração de negócios e valor e tem como objetivos oferecer à comunidade a oportunidade de conhecer diversas indústrias e empresas de Barbacena, criar uma consciência empreendedora no município e oportunizar a alavancagem das empresas locais, estimulando o acesso a novos mercados e fornecedores locais.

 

Programação Sebrae Minas

23/05

13h às 17h: Oficina Como ser MEI na prática

19h às 21h: Palestra Administração competitiva

 

24/05

13h às 17h: Oficina Como elaborar um planejamento para abertura de empresas

18h às 22h: Oficina Como controlar o seu dinheiro

 

25/05

13h às 17h: Oficina Como ser MEI na prática

19h às 21h: Palestra Cerveja artesanal é um bom negócio?

 

26/05

13h às 15h: Palestra Qualidade no atendimento ao cliente

18h às 22h: Oficina Como ser MEI na prática

 

27/05

10h às 12h: Empreendedorismo com Foco no Empretec

 

Nos cinco dias de evento, haverá também atendimentos especializados com um consultor de finanças e mercado do Sebrae Minas. Os horários devem ser agendados no estande do Sebrae na feira ou pelo telefone (32) 3332-9686.

 

Este material foi produzido pela Agência Sebrae de Notícias e reproduzido com contribuições do Núcleo de Comunicação do GDI-Mata.

Sebrae Minas promove dia de conhecimento, colaboração e negócios para startups pela primeira vez em Juiz de Fora

O Sebrae Minas promove, no dia 20 de maio, das 10h às 16h30, a primeira edição do Startup Day em Juiz de Fora. O evento é coordenado pelo Sebrae, simultaneamente em todo o Brasil, e será realizado no Premier Park Hotel (Av. Deusdedith Salgado, 1805 – Teixeiras). O objetivo é fomentar o ecossistema de inovação e apresentar casos de sucesso que inspirem os empreendedores. As inscrições gratuitas devem ser feitas no site do Sebrae Minas e o evento

Durante a maratona de sete horas de aprendizado e prática, os participantes irão mergulhar no universo da inovação. As ações são voltadas para startups em todos os estágios de maturidade. A construção do evento é feita de forma colaborativa, privilegiando sempre as demandas e necessidades do ecossistema local.

“O evento é uma forma de incentivo para o desenvolvimento de startups na região. Os empreendedores vão participar de palestras, debates, encontros e atividades práticas como workshops, oficinas e treinamentos”, destaca a analista do Sebrae Minas Daniela Mendonça. Haverá, ainda, o lançamento do Programa Go Minas – Aceleração de Startups em Juiz de Fora, através do Sebraetec, instrumento do Sebrae que permite às empresas de qualquer setor econômico o acesso subsidiado a serviços em inovação e tecnologia, visando à melhoria de processos e produtos e/ou à introdução de inovações nas empresas e mercados.

“Teremos, também, um espaço para as startups locais divulgarem seus serviços e ofereceremos a oportunidade de conectar profissionais que querem trabalhar em startups com os principais atores do ecossistema de inovação”, ressalta Daniela.

 

Conheça os palestrantes

Leonardo L’Hotellier: formado em Engenharia da Computação pelo IME (Instituto Militar de Engenharia) e pós-graduado em Finanças pela COPPEAD, Eduardo L’Hotellier começou sua carreira na área de consultoria estratégica e gestão financeira. É CEO e fundador da GetNinjas, empresa premiada pela The Next Web, Microsoft, Startup Farm, entre outras.

Matt Montenegro: CEO do Barba Ruiva, que funciona como um guarda-chuvas para o Beved, um mercado livre de cursos online;  e criador do AIO, um YouTube corporativo para base de conhecimento, comunicação interna e mini treinamentos para empresas. É formado em Comunicação Social (Publicidade) na Newton Paiva, pós-graduado em Design de Interação na PUC e especialista em User Experience. É membro ativo do San Pedro Valley, comunidade autogerenciada de startups da Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH).

Alexandre Rodrigues: CEO e fundador da Evnts, plataforma tecnológica de reserva de hotéis para eventos e grupos. É formado em Relações Internacionais pela Universidade de Brasília (UnB). Antes de fundar sua startup, trabalhou na OFEX, empresa de organização de eventos.

 

Startups em Minas

Minas Gerais é o segundo estado brasileiro em número de startups, atrás apenas de São Paulo. São 365 startups, algo em torno de 9% do total nacional. Segundo o presidente da ABStartups, Amure Pinho, estima-se que 25% das startups brasileiras morrem. “Uma em cada quatro não sobrevive, o que é considerado razoável em se tratando de um segmento que lida com as incertezas”. Para ele, esse cenário se justifica pelo fato de as startups criarem soluções inovadoras, muitas vezes à frente das próprias demandas do mercado. “Os empreendedores de startups são desbravadores, vão onde ninguém ousou ir”, pontua.

 

Este material foi produzido pela Agência Sebrae de Notícias e reproduzido com contribuições do Núcleo de Comunicação do GDI-Mata.

Workshop de Captação de Recursos reúne mais de 30 representantes de órgãos e entidades da região

No último dia 11, o Sebrae Minas promoveu o Workshop de Captação de Recursos, com apoio do Grupo de Trabalho Desenvolvimento e Inovação na Mata Mineira (GDI-Mata). A ação teve como objetivos instrumentalizar os participantes com noções básicas na construção de projetos focados na captação de recursos e estimular a permanente busca de informações a respeito de fontes de recursos, que possam contribuir para promover o desenvolvimento da região.

Reuniram-se na sede do Sebrae Minas, em Juiz de Fora, 31 representantes de entidades que compõem o GDI-Mata, tais como o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sudeste de Minas Gerais (IF Sudeste MG); o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac); a Prefeitura de Juiz de Fora (PJF), inclusive com colaboradores da Fundação Cultural Alfredo Ferreira Lage (Funalfa); o Juiz de Fora e Região Convention & Visitors Bureau; e a Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), também com colaboradores do Centro Regional de Inovação e Transferência de Tecnologia (Critt).

Durante a capacitação, foram abordados conteúdos como: contexto da captação de recursos no Brasil; conceitos e aplicações sobre captação de recursos; interpretação, leitura de editais e noções básicas sobre a construção de projetos focados na captação de recursos; Sistema de Gestão de Convênios e Contratos de Repasse (Siconv); e captação de recursos para promoção do desenvolvimento da região.

Para a gerente do Departamento de Trabalho, Emprego e Renda da PJF, Leila Cristina Abrahão, a capacitação foi uma oportunidade de integração dos diversos agentes da economia local, como poder público, setor produtivo e instituições de ensino e pesquisa, que potencializa a mobilização de recursos e a construção de ações conjuntas para o desenvolvimento de Juiz de Fora e região. “Foi possível ampliar a possibilidade de um novo olhar, direcionado para o que já existe, como fonte de recursos e para as oportunidades, a partir do compartilhamento de conhecimento e objetivos de cada setor, visando melhores e maiores resultados para o ecossistema empreendedor”.

O workshop foi ministrado por Nilson Borges, consultor credenciado do Sebrae Minas nas áreas de desenvolvimento territorial, legislação aplicada às micro e pequenas empresas e agronegócio. Nilson é instrutor em treinamentos, palestras, seminários e workshops nas diversas áreas administrativas para empresas de direito público e privado. Autor da metodologia Veoma (baseada em processos de qualidade e excelência administrativa), foi coordenador do Comitê Temático de Acesso a Mercados no Fórum Permanente Mineiro das Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Fopemimpe) estadual.

 

Este material foi produzido pelo Sebrae Minas e reproduzido com contribuições do Núcleo de Comunicação do GDI-Mata.