Juiz de Fora recebe o programa AGITA da Escola do Sebrae

Lançamento do projeto será na próxima sexta (8), no Exchange Sebrae

Em agosto, Juiz de Fora recebe o programa AGITA, a agitadora de negócios da Escola do Sebrae. O programa tem o objetivo de apoiar jovens empreendedores na geração de novos negócios, desenvolvendo ideias em um ambiente de muito aprendizado e vivência de mercado. Serão dez equipes selecionadas para participar do projeto, que terá três meses de duração. As inscrições devem ser realizadas a partir do dia 8 de junho, no site www.agita.escoladosebrae.com.br/zona-da-mata.

O lançamento do AGITA será no Exchange Sebrae, evento gratuito que tem o objetivo de estimular a criação de negócios inovadores, apresentar soluções e tendências do mercado e oferecer capacitações para quem quer empreender nos segmentos de tecnologia, inovação e startup. O Exchange ocorre no dia 8 de junho, no Centro de Ciências da UFJF, a partir das 13h30.

Para se inscrever no AGITA, as equipes precisam ter de dois a cinco integrantes. Os projetos podem ser nas áreas de varejo, educação, negócios digitais, negócios sociais e economia criativa e devem estar em fase inicial de desenvolvimento (estágio da ideia até o protótipo funcional).

O programa intensivo de agitação terá início no dia 17 de agosto, na Faculdade Doctum, com duração de 12 semanas e 36 encontros, realizados sempre às sextas e aos sábados. O programa será composto de várias atividades que tornarão as equipes aptas a ir do “zero to hero”, como palestras, mentorias, capacitações e networking. Além dos facilitadores e mentores, o programa conta com a participação de professores da Escola do Sebrae e analistas do Sebrae Minas.

“O foco do AGITA é em estudantes dos níveis médio, técnico e superior. Os times participantes passarão por capacitações com consultores e mentores especializados em startups”, destaca a analista do Sebrae Minas, Camila Villela. Ao final do programa de pré-aceleração, o Sebrae vai promover o Demoday, espaço para a apresentação das ideias que foram trabalhadas durante os três meses pelos jovens empreendedores participantes do AGITA.

O programa AGITA é uma iniciativa da Escola do Sebrae, que nasceu com a proposta de dar suporte ao desenvolvimento de novas ideias de negócios, em um ambiente de muito aprendizado e oportunidades, com foco na vivência de mercado.

 

AGITA Juiz de Fora

Data: a partir de 17 de agosto de 2018

Local: Faculdade Doctum (Estrada Dom Orione, s/n, Dom Bosco)

Inscrições: www.agita.escoladosebrae.com.br/zona-da-mata.

Informações: (32) 2157-4719

 

*Este conteúdo foi produzido pela Agencia Sebrae de Noticias e reproduzido pela Comunicação do GDI-Mata

Juiz de Fora recebe Exchange Sebrae e Hackathon JF Inteligente

Eventos voltados para estudantes e profissionais nos segmentos da tecnologia da informação, business e design quer auxiliar no desenvolvimento do ecossistema de inovação do município

 

 

No dia 8 de junho, o Sebrae Minas promove mais uma edição do Exchange Sebrae, evento gratuito que tem o objetivo de estimular a criação de negócios inovadores, apresentar soluções e tendências do mercado e oferecer capacitações para quem quer empreender nos segmentos de tecnologia, inovação e startup.

A iniciativa tem como proposta transformar ideias em negócios de sucesso, propiciar interação e capacitação, fomentar a cultura empreendedora, fortalecer os pequenos negócios e estimular a criação de negócios inovadores.

Durante o evento, serão três salas de aprendizado e discussão: Educação do FuturoNegócios 4.0 e Smart City. Os participantes que se inscreverem na sala Smart City poderão integrar as atividades do Hackathon JF Inteligente, maratona de desenvolvimento que ocorre nos dias 9 e 10 de junho e que tem o propósito de atender aos desafios enfrentados pela sociedade local.

 

O Hackathon é organizado pelo Sebrae Minas, em parceria com o Grupo de Desenvolvimento e Inovação na Mata Mineira e Vertentes (GDI Mata), a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Ensino Superior do estado de Minas Gerais (Sedectes), a Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sudeste de Minas Gerais (IF Sudeste MG) e a Fundação de Apoio e Desenvolvimento ao Ensino, Pesquisa e Extensão (Fadepe), com o apoia da Prefeitura Municipal de Juiz de Fora (PJF).

No Hackathon JF Inteligente, estudantes e profissionais nos segmentos da tecnologia da informação, business e design se juntarão em equipes, com o objetivo de desenvolverem aplicativos que atendam às demandas urgentes da cidade, dentro de seis eixos que serão divulgados no dia do evento. Através de uma pesquisa prévia com a PJF, os eixos foram levantados e elencados para o evento, através de votação do comitê organizador da maratona.

O objetivo da maratona é desenvolver propostas relacionadas ao conceito de cidades inteligentes (smart cities), ou seja, promover a melhoria da infraestrutura urbana e tornar a cidade mais eficiente e melhor de se viver, por meio do uso da tecnologia da informação e comunicações (TICs).

 

Segundo a analista do Sebrae Minas, Camila Villela, o objetivo dos eventos é desenvolver o sistema empreendedor na cidade, dentro da área de tecnologia. “O Sebrae tem um projeto de inovação, cujo objetivo é auxiliar no desenvolvimento do ecossistema de inovação do município. Durante o Hackathon, lançaremos o desafio para que os participantes consigam resolver alguns dos problemas encontrados na cidade”.

 

 

Programação Exchange Sebrae

13h30: Credenciamento

 

Sala 1: Educação do Futuro

14h às 15h: Inovação nos processos de educação

15h às 16h: Como integrar criatividade e tecnologia na educação

16h às16h30: Intervalo

16h30 às 17h30: Educação empreendedora no ensino fundamental e médio

17h30 às 18h30: Google for education

 

Sala 2: Negócios 4.0

14h às 15h: Tecnologia Disruptiva – realidade virtual, internet das coisas e robótica

15h às 16h: Estratégias de marketing e vendas

16h às16h30: Intervalo

16h30 às 17h30: Tendências de consumo e comportamento do consumidor

17h30 às 18h30: Growth Hacking, validação e experiência

 

Sala 3: Smart City – Cidade Inteligente

14h às 15h: Startups e Empreendedorismo de Impacto – Negócios Inovadores

15h às 16h: Economia Colaborativa

16h às16h30: Intervalo

16h30 às 17h30: Inovação como motor do desenvolvimento econômico

17h30 às 18h30: Cidades Sustentáveis

 

Exchange Sebrae – Smart City

Data: 8 de junho de 2018

Local: Centro de Ciências da UFJF (Rua José Lourenço Kelmer, s/n, Praça Cívica, São Pedro)

Informações: (32) 3257-4719

Inscrições: https://www.sympla.com.br/sebrae-exchange–hackathon—jf-inteligente__290853

 

Hackathon JF Inteligente

Data: 9 e 10 de junho de 2018

Local: Centro de Ciências da UFJF (Rua José Lourenço Kelmer, s/n, Praça Cívica, São Pedro)

Informações: (32) 3257-4719

Inscrições: https://www.sympla.com.br/sebrae-exchange–hackathon—jf-inteligente__290853

Sindicomércio promoverá o curso eSocial Versão 2.4

No dia 7 de Maio de 2018, o Sindicomércio promoverá o curso eSocial Versão 2.4 – Visão geral e Estudos dos Leiautes e Eventos Períodos e não-períodos.

Com o objetivo de apresentar uma visão completa do eSocial incluindo o detalhamento do leiaute, assim como os principais impactos nos processos da empresa e fornecer dicas sobre como se preparar para o atendimento dessa nova obrigação e como fazê-la com sucesso, o curso é destinado a profissionais das áreas de RH (Folha de pagamento, Cargos e Salários, Administração de Pessoal, Seleção, Medicina e Segurança do Trabalho, entre outras), Fiscal, Jurídica e demais pessoas interessadas no tema.

O curso abordará:

1ª etapa – Explanativo – Identificadores

  • O que é o eSocial?
  • Quem são as pessoas envolvidas neste processo?
  • Transmissão de arquivos;
  • Obrigações Acessórias que serão substituídas;
  • Excelência no Cadastro dos Trabalhadores;
  • Cronograma e Prazo de implantação (faseamento).

2ª etapa – Eventos Trabalhistas – RET

  • Cadastramento de Tabelas.

3ª etapa – Prestação das informações

  • Eventos periódicos;
  • Eventos não-periódicos;
  • Módulo das reclamatórias trabalhistas ainda não divulgado pelo TST;
  • Estudo dos leiautes de maneira detalhada;
  • Impacto nas empresas;
  • Estabelecimento de plano de ação;
  • Penalidades.

4ª etapa – Funcionamento – Eventos do dia a dia

  • Eventos anuais: férias, férias como afastamento temporário, início do gozo, retorno;
  • Eventos específicos – rescisões.

5ª etapa – eSocial Mensal Folha de Pagamento

  • Remuneração do trabalhador;
  • Empregado;
  • Estagiários;
  • Contribuintes individuais;
  • Estudo parcial de Incidências Tributárias (INSS-FGTS-IR).

O curso será ministrado pela Adm. Eliete Oliveira Lima: graduada pela faculdade Novos Horizontes; MBA em Gestão de Pessoas com Ênfase em Estratégia, pela Fundação Getúlio Vargas – BH e graduada em Ciências Contábeis. Experiência de 20 anos na área de Recursos Humanos (consultora) nos subsistemas (Departamento Pessoal, Benefícios, Treinamento e Desenvolvimento de Pessoas, Cargos e Salários); instrutora e orientadora de cursos nas instituições do Sistema S (SENAC/SENAT/SENAI), Sindicatos de Contagem e Pará de Minas e outras instituições, e palestrante de treinamentos técnicos e comportamentais. É orientadora dos cursos do SENAI – Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial, e facilitadora de cursos pelo SINESCONTÁBIL e FECON.

O curso acontecerá no auditório do Banco do Brasil, na Rua Halfeld, 770, no Centro de Juiz de Fora.

As inscrições são gratuitas para associados do Sindicomércio-JF e empresas que estão com a contribuição negocial patronal em dia. Contabilistas que apresentarem, no ato da inscrição, cópia de pagamento de 10 guias de contribuição negocial de seus clientes terão direito a 1 inscrição gratuita. O valor é de R$ 100,00 para demais interessados.

Mais informações e inscrições pelo telefone: (32) 3215-1317, por e-mail: administrativo@sindicatodocomercio.org.br ou diretamente na secretaria da Entidade.

Esse conteúdo foi produzido pela rede de notícias do Sindicomércio e reproduzido pela Comunicação do GDI-Mata.

Lançado edital de inovação para indústria da Shell

A Shell lançou a chamada Monitoramento, controle e análise de dados em tempo real, que integra o programa Shell Startup Challenge Brasil. A ação tem objetivo de identificar projetos tecnológicos em fase inicial, identificando empresas que tenham competência tecnológica para, junto à Shell, desenvolver provas de conceito orientadas aos desafios da digitalização do setor.

Nesta parceria com o Edital de inovação para a indústria, podem participar startups, microempreendedores individuais (MEIs) e micro e pequenos empreendedores (MPEs). A submissão de propostas neste edital implica que as empresas estão de acordo com as regras do Edital de Inovação para a Indústria.

A empresa está em busca de soluções tecnológicas com possibilidade de aplicação na digitalização do setor de Petróleo e Gás. A digitalização, em última instância, irá mudar a forma de trabalho e como as pessoas conduzem as suas atividades. Para as indústrias de petróleo e gás, esta transformação será decorrente da automação, otimização dos processos e da análise de dados de big data.

Sebrae realiza II Seminário de Negócios de Impacto Social

Ação do Sebrae Minas vai incentivar empreendedores a criar novos modelos de negócios economicamente lucrativos

 

No dia 26 de abril, o Sebrae Minas promove, em Juiz de Fora, o II Seminário de Negócios de Impacto Social, que vai discutir temas relevantes para quem pretende empreender transformando realidades, seja causando impacto positivo em uma comunidade ou melhorando a qualidade de vida da população de baixa renda. A inscrição é gratuita e deve ser feita no site da Sympla.

 

O objetivo principal da ação é incentivar empreendedores a criar novos modelos de negócios, economicamente lucrativos, e que causem impacto na população de baixa renda. Durante o evento, serão apresentados conceitos e casos de sucesso de negócios de impacto social, que também podem ser chamados de “empresas sociais”, “empresas 2.5”, “empresas BOP” (base da pirâmide) ou “negócios inclusivos”. Essas empresas podem distribuir seus lucros entre os investidores e sócios, da mesma maneira que podem reinvestir todo o resultado no próprio negócio, de forma a gerar mais resultados e mais impacto social.

 

No time de palestrantes estão: Daniel Gonzales, da Hub Social e  Beto Scretas, do Instituto da Cidadania Empresarial (ICE). Para fechar o evento, um painel com as empresas empreendedoras sociais de Juiz de Fora Vivart e Atos Colaborativos.

 

O Sebrae Minas busca apoiar os negócios lucrativos e que geram impacto socioambiental, que estão diretamente ligados com a atividade principal da instituição. “Com a realização deste seminário, é esperado um estímulo à geração de modelos de negócios inovadores e o fortalecimento do ecossistema de negócios de impacto social da região”, destaca a analista do Sebrae Minas Camila Villela.

 

Programação

18h30: Credenciamento e Welcome coffee

19h: Boas vindas

19h00: Desenvolvimento Local e Sustentável (Paulo Veríssimo – Sebrae Minas)

19h50: Negócios de Impacto Social no Brasil e no Mundo (Daniel Gonzales – HUB Social)

20h30: Cenários e Constituição do Movimento da Força Tarefa de Finanças Sociais e Negócios de Impacto no Brasil (Beto Scretas – Instituto da Cidadania Empresarial – ICE)

21h10: Programa Sebrae de Apoio aos Negócios de Impacto Social de Juiz de Fora

21h20: Painel com empreendedores sociais de Juiz de Fora (Vivart e Atos)

 

II Seminário de Negócios de Impacto Social

Data: 26 de abril de 2018

Local: Sebrae Minas (AV. Olegário Maciel, 436 – Santa Helena)

Informações: (32) 3257-4712

Inscrições: https://www.sympla.com.br/2-seminario-de-negocios-de-impacto-social__271452

 

*Este conteúdo foi produzido pela Agencia Sebrae de Noticias e reproduzido pela Comunicação do GDI-Mata

Ultima semana para inscrições no edital bono para empreendedores

Essa é a ultima semana para inscrições no Edital Pro Bono 2018.1 da Colucci Consultoria Jurídica Júnior, empresa júnior da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF).

Podem participar qualquer iniciativa empreendedora, com ao menos um ano de atividade, seja ela formalizada ou não frente aos órgãos competentes, a fim de serem selecionadas para a prestação de um serviço de consultoria ou assessoria jurídica gratuita. O Edital completo e as inscrições devem ser acessadas pelo site coluccijr.com.br/probono.

unnamed

 

Inscrições abertas para o Bootcamp Juiz de Fora

Capacitação do Sebrae Minas propõe novas ferramentas e técnicas para criar negócios de sucesso

 

Entre os dias 6 a 8 de abril, o Sebrae Minas realiza, em Juiz de Fora, o curso Bootcamp Empreendedorismo em Açãoprograma de imersão com ênfase na prática de mercado e voltado para quem quer começar um negócio e para empresários que desejam desenvolver sua capacidade empreendedora. As inscrições devem ser feitas até o dia 5 de abril no ponto de atendimento do Sebrae ou pelo 0800 570 0800. As vagas são limitadas.

A capacitação é composta por aulas práticas e vivenciais e contribui para que o cliente possa desbravar o universo do empreendedorismo. Durante 24 horas, distribuídas em três dias consecutivos, o Bootcamp vai apresentar conceitos e ferramentas que permitem aos participantes desenvolver suas ideias e projetos, da criação até a execução, empreendendo de forma inteligente e segura. O foco principal do curso é oferecer ferramentas simples para empreender.

O curso é trabalhado em seis módulos:

  • Módulo 1 – Mindset Empreendedor: 4 horas
  • Módulo 2 – Cliente e Mercado: 4 horas
  • Módulo 3 – Problema e Solução: 4 horas
  • Módulo 4 – Prototipagem e Mínimo Produto Viável: 4 horas
  • Módulo 5 – Canais, Vendas e Modelos Financeiros: 4 horas
  • Módulo 6 – Lean Canvas, Storytelling e Pitch: 4 horas

O termo “bootcamp” surgiu nos acampamentos militares dos Estados Unidos, onde são realizadas atividades físicas de alta intensidade. No caso do bootcamp de empreendedorismo, a expressão se refere a um programa de imersão com ênfase na prática de mercado.

Serviço

Data: 6, 7 e 8 de abril de 2018

Local: Sebrae Minas (Av. Olegário Maciei 436, Santa Helena)

Investimento: R$ 200

Informações e inscrição: 0800 570 0800 / (32) 3257-4712

Este material foi produzido pela agência Sebrae de Notícias e reproduzido pelo núcleo de comunicação do GDI

Gerdau lança dois desafios para startups e pesquisadores

Gerdau, empresa siderúrgica, lançou dois desafios para startups e pesquisadores em parceria com o Fiemg Lab. O programa Gerdau Challenge at Fiemg Lab quer conhecer novos projetos e empreendimentos que contribuam com soluções aplicáveis aos desafios Coque e Florestal.

O primeiro desafio, Coque, busca novas soluções e aplicações para medição e cálculo volumétrico de madeira em florestas de eucalipto.

O outro desafio, Florestal, busca soluções para evitar a degradação e o transbordamento do coque no trajeto da Coqueria ao Alto-forno e aumentar a eficiência da separação das diferentes granulometrias do coque durante o transporte, garantindo a destinação correta de cada uma delas…

Entre os benefícios do programa estão a possibilidade de investimento, coaching e mentoria, acesso à estrutura, acesso a dados estratégicos, metodologia de desenvolvimento, possibilidade de apoio logístico e parcerias.

O link para as inscrições está disponível no site do programa. O prazo para se inscrever vai até 11 de maio.

SEED abre edital para rodada de aceleração

Estão abertas as inscrições para o 5º edital público do SEED – Startups and Entrepreneurship Ecosystem Development -, que tem como objetivo principal fomentar o ecossistema de empreendedorismo e inovação em Minas Gerais. O edital vai selecionar 40 startups e empresas de base tecnológica que terão acesso a um programa de desenvolvimento empreendedor e à aceleração de startups. Cada selecionada recebe, além dos benefícios não financeiros, capital semente de até R$ 80 mil, livre de participação. O edital estará disponível no site do Minas Digital.

“Estamos transformando Minas Gerais no melhor lugar para inovar. A retomada do SEED, em 2015, mostra o compromisso do Governo de Minas Gerais em investir nas ações de inovação, tecnologia e empreendedorismo”, destaca o Secretário Miguel Corrêa.

O SEED promove um programa de aceleração que conta com seis meses de formação empreendedora, uma estrutura dedicada com mentores experientes para aceleração das startups, eventos e um ambiente fértil para conexões com empresas, investidores e o próprio governo. “Os selecionados têm acesso a um espaço de coworking com toda infraestrutura necessária para comportar até três pessoas de cada startup, além de serviços e ferramentas de tecnologia. As empresas aceleradas se conectam a uma rede de inovação e empreendedorismo relevante, e ainda têm incentivos financeiros para se manterem na cidade e fazerem investimentos diretos no desenvolvimento do produto e modelo de negócio”, salienta Bruno Scolari, coordenador-geral do SEED.

Podem se inscrever maiores de 18 anos, brasileiros ou estrangeiros, que tenham disponibilidade para permanecer em Belo Horizonte durante o período do programa e cuja equipe e produto apresentem um alto potencial de impacto no ecossistema de inovação e empreendedorismo de Minas Gerais. Os projetos serão selecionados por uma equipe externa a partir da avaliação de critérios como inovação, escalabilidade, capacidade técnica e complementar da equipe, atitude empreendedora, potencial de mercado, entre outros. Dois ou três participantes de cada startup participam ativamente da aceleração. O resultado será conhecido no dia 06 de junho de 2018.

O programa tem uma metodologia própria, baseada no conhecimento e nas experiências de empreendedores e mentores de sucesso do ecossistema brasileiro. “É uma oportunidade única para empreendedores aprenderem na prática a modelar seus negócios, a inovar de maneira estruturada e a fazerem uma gestão voltada para o desenvolvimento ágil de seus produtos, a partir do acesso a mentores experientes e a atores do ecossistema de inovação e empreendedorismo do Brasil e do mundo”, completa Scolari.

Os impactos da participação no programa são expressivos para as startups. Somente na última rodada, o faturamento do conjunto das empresas aceleradas triplicou. “Com a participação no SEED pudemos profissionalizar nosso negócio, aprender a partir da experiência de outras empresas e evoluir muito. As mentorias foram essenciais para nos guiar por caminhos que nos levaram a um desenvolvimento genuíno do negócio, que não teríamos conseguido sozinhos”, conta Paola Cicarelli, co-fundadora da Cuboz que participou da 4º rodada do programa em 2017.

A contrapartida das empresas aceleradas é feita durante o programa, quando os participantes desenvolvem atividades de difusão sobre empreendedorismo e inovação. Eles oferecem workshops, cursos e oficinas para a população de Minas Gerais, disseminando a cultura empreendedora, trocando experiências e ampliando a rede de contatos pelo estado. Durante a quarta rodada do programa, realizada em 2017, foram mais de mil horas de atividades realizadas, por meio de 520 conexões que impactaram 31.750 pessoas em MG. “As atividades de difusão são fundamentais para consolidar o conhecimento, trocar experiências e fazer conexões. Ensinando os conceitos aprendidos e avaliando os negócios de outras empresas, aprendemos muito sobre nós e melhoramos diversos aspectos do nosso próprio negócio”, ressalta Paola.

Sobre o SEED

O SEED é um dos maiores agentes de fomento do ecossistema de empreendedorismo e inovação brasileiro. Sua principal iniciativa é o programa de aceleração de startups para empreendedores do mundo todo que queiram desenvolver seus negócios em Minas Gerais. O programa é uma experiência única de desenvolvimento de startups, além de potencializar a interação e a transferência de conhecimento e habilidades entre empreendedores apoiados e o ecossistema local e global. Ele é parte do Minas Digital, iniciativa da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Ensino Superior do Estado de Minas Gerais (SEDECTES), que tem como objetivo difundir a mentalidade empreendedora e tornar Minas Gerais o maior hub de startups e inovação da América Latina, e é financiado pela Fapemig (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais).

Com o primeiro edital lançado em 2013, o SEED já promoveu quatro rodadas de aceleração, todos com a elegibilidade de pessoas físicas e não apenas de startups já cadastradas como pessoa jurídica. O programa atingiu a marca de 5.408 inscrições e contou com a participação de 152 startups, sendo 116 brasileiras e 36 estrangeiras de 25 nacionalidades, com um total de 384 empreendedores. As empresas aceleradas geraram 300 empregos diretos em MG e captaram cerca de R$ 22 milhões em investimentos. O coworking do programa recebeu, apenas em 2017, nove mil visitantes.

Com o lançamento do 5º edital, o SEED espera receber inscrições de todas as regiões de Minas Gerais, todos os estados do Brasil e dos cinco continentes. “A cada edital, o SEED se consolida mais como um protagonista do efervescente ecossistema de empreendedorismo e inovação de Minas Gerais e do Brasil. A formação empreendedora e as atividades de difusão impactam a curto, médio e longo prazo a formação de uma mentalidade de negócios inovadores e o desenvolvimento social e econômico do nosso estado”, comenta Bruno.

 

Este material foi produzido pela rede de notícias SIMI e SEED e reproduzido pelo nucleo de comunicação do GDI