O Grupo de Trabalho Desenvolvimento e Inovação na Mata Mineira (GDI Mata) tem o objetivo de estabelecer um roteiro de trabalho para delimitar e coordenar a colaboração entre universidades, instituições de pesquisa e empresas no âmbito regional, de modo a estimular o alcance de um novo patamar de desenvolvimento para a Zona da Mata mineira.

Tal iniciativa se ancora no entendimento de que ações estratégicas e a inovação constituem elementos centrais para o desenvolvimento. Na Zona da Mata Mineira e, especificamente, em Juiz de Fora, tal colaboração pode e deve ser ampliada, além de integrada a propostas pensadas para enfrentar dilemas já conhecidos pelos agentes que atuam neste cenário.

O sentido geral da colaboração, em questão, é favorecer o fortalecimento das atividades estabelecidas no espaço econômico regional, através do intercâmbio tecnológico entre o setor produtivo e centros de inovação e tecnologia, da qualificação da cadeia de fornecedores, e da construção de uma matriz de insumos e produtos com vistas a dinamizar os negócios regionais

Seu objetivo também é a revitalização da economia da Mata Mineira. Seu método é a colaboração das instituições de ensino e pesquisa com o poder público, entidades e setores empresariais. Seu horizonte é a elevação da capacidade e da disposição de inovar das empresas da região, favorecendo o desenvolvimento sustentável e o bem-estar social.

gdi-mata

Fase 1

As instituições de pesquisa que participam do GDI Mata se comprometem a organizar um portfólio de experstises, disponibilizado para o meio empresarial, ao mesmo tempo em que se desenvolve simultaneamente os esforços de divulgação do grupo junto às entidades representativas dos diversos setores presentes em Juiz de Fora.

Fase 2

Aprofundamento dos esforços de sensibilização complementados pela identificação de demandas dos setor empresarial e da definição de linhas de ação a serem desenvolvidas. As atividades são conduzidas pelos Grupos Temáticos, que efetuam os contatos com as empresas do setor de atividade que os integra, promovem debates e definem as linhas de ação para estreitar a colaboração entre o meio empresarial e as instituições de ensino e pesquisa.

Fase 3

Consiste na formatação de contratos, convênios e projetos associados às linhas de ação definidas nas etapas anteriores.

Fases Posteriores

O encaminhamento e monitoramento das ações definidas e o estabelecimento de uma rotina de colaboração entre instituições de ensino e pesquisa e o meio empresarial são o fundamento básico para que o GDI Mata se afirme como um espaço permanente de interação entre o mundo acadêmico, as empresas e o poder público, contribuindo para a elevação da competitividade da economia regional através da inovação.

Organização

As ações do GDI Mata são definidas em reuniões mensais das entidades que o constituem e das atividades dos Grupos Temáticos, sob supervisão da Coordenação Geral, composta pela Embrapa, IF Sudeste MG, Prefeitura de Juiz de Fora, Sebrae e UFJF, que se reúne semanalmente. O grupo também conta em sua operação com colaboradores lotados nos setores de Comunicação e Marketing e Tecnologia da Informação do Critt/UFJF.